SANTA CATARINA

Ideb: Santa Catarina avança no Ensino Médio e segue acima da média nacional no Fundamental

Publicados

em


.


Foto: Julio Cavalheiro / Arquivo / Secom

Os dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) referentes a 2019 indicam que Santa Catarina segue acima da média nacional no Ensino Fundamental e melhorou o desempenho entre os alunos do Ensino Médio, nível que historicamente representa os maiores desafios para a Educação. O levantamento foi divulgado na manhã desta terça-feira, 15. Realizado a cada dois anos, o Ideb é uma iniciativa do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), vinculado ao Ministério da Educação (MEC), para o medir o desempenho do sistema educacional brasileiro.

O desempenho de Santa Catarina no Ensino Médio era de 4,1 em 2017 e subiu para 4,2 em 2019, alcançando o melhor índice em oito anos nessa faixa etária e dentro da média nacional. O índice calculado pelo INEP varia de 0 a 10 e considera as taxas de aprovação dos alunos com o resultado dos alunos no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb).

O crescimento se deve ao melhor desempenho dos alunos na prova do Saeb em 2019, em que houve avanço de nota tanto na avaliação de português quanto de matemática. A implementação e ampliação do Ensino Médio Inovador e Ensino Médio Integral em Tempo Integral estão entre os fatores que contribuíram para o resultado positivo.

O secretário de Estado da Educação de Santa Catarina, Natalino Uggioni, ressalta que a expectativa é avançar ainda mais nos próximos levantamentos, já que houve pouco tempo para que as ações iniciadas pela gestão em 2019 impactassem no resultado do Ideb. “A Educação é um investimento de longo prazo, por isso criamos ações para o Estado de Santa Catarina que reflitam na melhoria da educação pelos próximos anos”, frisa Uggioni.

Leia Também:  Ações de desenvolvimento social são debatidas em encontro nacional online

As ações citadas pelo secretário incluem investimentos de R$ 125 milhões em mobiliário, livros e equipamentos de tecnologia, como lousas digitais, computadores e projetores para apoio ao aprendizado dos alunos. Dentro do mesmo investimento, também está a entrega de laboratórios equipados para as disciplinas de matemática e ciências da natureza. Também há ações no campo pedagógico, como a implantação do Novo Ensino Médio, a chamada de 4 mil servidores efetivos em dois anos e os programas de formação continuada dos professores.

Anos iniciais do Ensino Fundamental acima da meta estipulada

O desempenho entre os alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental alcançou índice de 6,5, seguindo o desempenho registrado há dois anos. O resultado esteve acima da média nacional, de 5,9. Além disso, superou a meta de desempenho 6,3, estipulada pelo INEP para 2019 com base no desempenho histórico de Santa Catarina no Ideb.

Já nos anos finais do Ensino Fundamental houve oscilação de 5,2 para 5,1 no desempenho dos alunos de Santa Catarina, apesar do índice permanecer acima da média nacional, de 4,9. O desempenho é reflexo do cenário nacional da educação nessa faixa etária, considerando que nenhum estado conseguiu atingir a meta estipulada pelo INEP para o Ideb de 2019.

Ações para a evolução do quadro

A Secretaria de Estado da Educação (SED) vislumbra a evolução do quadro e a melhoria na aprendizagem pela implementação de um conjunto de ações. Essas iniciativas englobam a gestão e o monitoramento da educação, a garantia de formação continuada aos professores e a prática educacional fundamentada no Currículo Base do Território Catarinense, lançado em 2019 para o Ensino Fundamental e em elaboração em 2020 para contemplar também o Ensino Médio.

Leia Também:  Sul do estado recebeu R$ 9,6 milhões em emendas impositivas para a área da Saúde

Na gestão da Educação, o Sistema de Inteligência de Dados Educação na Palma da Mão, desenvolvido na SED, ampliou as perspectivas de diagnóstico e monitoramento de frequência e desempenho escolar na rede estadual. O uso e aprimoramento contínuo do sistema permitiu que, durante a pandemia, a SED possa monitorar a atividade escolar de aluno por aluno, com os dados fornecidos pela rede de ensino.

Mesmo com a suspensão de aulas presenciais, a implementação do Currículo Base do Território Catarinense para o Ensino Fundamental e a formulação da versão para o Ensino Médio continuam, materializadas em formações continuadas on-line para todos os professores da rede. Apenas nos dois primeiros ciclos de formação do ano ministrados pela Diretoria de Ensino, são 60 webinars com interação entre os docentes de março a novembro. Além de estimativa de pelo menos 55 horas de cursos certificados, que já abrangem mais de 25 mil professores em atividade na rede.

Como particularidade ao Ensino Médio, o secretário Natalino Uggioni reforça que a necessidade de atualização no contexto nacional mobilizou a mudança pelo Novo Ensino Médio. Com a adesão de 120 escolas da rede estadual de ensino em SC em 2020, o modelo contempla ampliação de carga horária, aprofundamento de trilhas de aprendizagem, inserção de projeto de vida e outras formas de agregar significado à jornada do estudante até seu ingresso no mundo do trabalho.

Informações adicionais para imprensa:
Gabriel Duwe de Lima
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Educação – SED
Fone: (48) 3664-0347 
E-mail: [email protected]
www.sed.sc.gov.br 

Fonte: Governo SC

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

SANTA CATARINA

Projeto de mobilidade urbana da Suderf vence prêmio internacional

Publicados

em


.


Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

O projeto de mobilidade urbana da Grande Florianópolis venceu prêmio em um dos maiores eventos internacionais de infraestrutura nesta quinta-feira, 17, que teve a participação de forma virtual do secretário de Parcerias Público-Privadas do Governo de Santa Catarina (PPPs), Ramiro Zinder.  A premiação, intitulada Oracle Project of the Year Awards, fez parte do 13º Global Insfrastructure Leadreship Forum (GViP), realizado em Whashington, Estados Unidos.

“Ter esse reconhecimento internacional é uma grande vitrine para atrair investidores para o nosso projeto, que está orçado em R$ 600 milhões e pode ser implantado em dois anos “, afirmou Ramiro Zinder.

O projeto do Sistema Integrado de Transporte Coletivo da Grande Florianópolis foi elaborado pela Superintendência de Desenvolvimento da Região Metropolitana (Suderf) em parceria com o Observatório da Mobilidade Urbana da UFSC, com técnicos das prefeituras envolvidas e com a cooperação técnica da GIZ através do Programa FELCITY. Este ano, ele foi incluído no Programa de Parcerias e Investimentos do Estado de Santa Catarina (PPI-SC) que é executado pela SCPar.

Leia Também:  Tempestade em Santa Catarina afeta 26 cidades e deixa 830 desabrigados

Ele venceu na categoria “Jobs Creation”, que avalia o potencial de geração de empregos diretos e indiretos nas comunidades impactadas pelo projeto. Santa Catarina concorreu com o projeto de metrô na cidade de Ontário, no Canadá, e com o de mobilidade urbana, da Dinamarca.

O Projeto

O projeto de criação do Sistema Integrado de Transporte Coletivo da Grande Florianópolis, das linhas municipais da Grande Florianópolis com as intermunicipais trará benefícios aos usuários, incluindo a possibilidade de deslocamentos diretos na região continental sem necessidade de entrar em Florianópolis. 

Além disso, o modelo prevê um único cartão de transporte, novos terminais de ônibus e contará com uma gestão compartilhada entre as prefeituras dos municípios participantes e o Governo do Estado, através da Suderf. Todas as prefeituras poderão trabalhar em conjunto no planejamento do sistema de transporte, gestão, operação e fiscalização do serviço.

O sistema deve beneficiar os usuários de nove cidades da região: Antônio Carlos, Águas Mornas, Biguaçu, Florianópolis, Governador Celso Ramos, Palhoça, Santo Amaro da Imperatriz, São José e São Pedro de Alcântara.

Leia Também:  Sul do estado recebeu R$ 9,6 milhões em emendas impositivas para a área da Saúde

A Suderf é uma autarquia estadual, vinculada à Casa Civil do Governo de Santa Catarina, criada para planejar as funções de interesse comum da Região Metropolitana da Grande Florianópolis.

Informações adicionais à imprensa
Márcia Callegaro
Assessoria de Comunicação
Casa Civil
E-mail: [email protected]
Fone: (48) 3665-2104 / 98842-8479
Site: www.scc.sc.gov.br
www.fb.com/casacivilsc / @CasaCivilSC

 

Fonte: Governo SC

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

GOIÁS

SEGURANÇA

BRASIL E MUNDO

MAIS LIDAS DA SEMANA