RIO GRANDE DO NORTE

Campeonato Estadual: Governo do RN apoia projeto Futebol em Casa

Publicados

em


.
Sandro Menezes/ASSECOM-RN

Em mais uma ação de combate à pandemia, o Governo do RN recebeu nesta segunda-feira (03) o presidente da Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF), José Vanildo, e os dirigentes dos dois maiores clubes do Estado, ABC F.C e América F.C, Ubirajara Marques e Leonardo Bezerra, respectivamente, para tratar detalhes da retomada do campeonato estadual de futebol. Na ocasião, foi apresentado o projeto Futebol do RN em Casa – Campanha Educativa, através do qual os torcedores assistirão aos jogos em casa, por meio de uma plataforma digital, a partir do dia 10 de agosto, uma vez que os jogos serão realizados com os portões fechados para o público.

A governadora Fátima Bezerra confirmou o apoio do Governo ao projeto e elogiou a iniciativa da FNF, realizada em consonância com os clubes, argumentando que o mesmo está alinhado com os parâmetros sanitários adotados pelo Estado para a retomada gradual das atividades econômicas, desportivas e religiosas. “É dever nosso ter inserido o futebol nos programas RN+Protegido e RN+Unido, porque estamos cientes de que se ABC e América, que são os maiores clubes, têm dificuldades para adotar as medidas de biossegurança, imaginem os outros que compõem o campeonato. A ideia do projeto é muito boa e está totalmente alinhada com as nossas diretrizes, porque a pandemia não acabou e é preciso que mantenhamos todos os cuidados”.

Fátima se referiu à ação realizada sábado, dia 1º, em que o Governo do Estado entregou 10 mil máscaras, 150 protetores faciais, 150 litros de álcool 70%, 60 litros de sabonete líquido e 600 pares de luvas para a FNF e para os oitos clubes que disputam o campeonato estadual: ABC, América, Globo, Força e Luz, Santa Cruz, Assu, Palmeira de Goianinha e Potiguar de Mossoró. O material, cujo valor aproximado é R$ 25 mil, será utilizado por atletas, treinadores, dirigentes e todo o pessoal envolvido na realização dos jogos, a fim de que possam cumprir as medidas protetivas contra a Covid-19.

“A senhora tem dado demonstração de firmeza e amizade em prol do futebol potiguar. Eu não abro mão da sua participação e do apoio do governo. Estamos aqui também para agradecer à ação que nos possibilitou receber todos os equipamentos fundamentais para uma retomada segura, que vai possibilitar aos clubes atuarem de acordo com os protocolos de saúde”, disse José Vanildo. Ele afirmou que o projeto Futebol em Casa, cuja gestão está sendo compartilhada com os clubes, vai reinventar o futebol potiguar, de modo a manter o torcedor em casa para preservar a sua vida e da sua família.

A arrecadação das transmissões será dividida entre os oito clubes do campeonato, sendo 30% para o ABC, 30% para o América e o restante dividido em percentuais menores para os demais clubes. Presente à reunião, o secretário de Estado da Tributação, Carlos Eduardo Xavier, acrescentou que o Governo vai firmar parceria através do programa Nota Potiguar. 

Os presidentes dos clubes agradeceram tanto a ação de distribuição dos materiais e equipamentos de segurança sanitária, quanto o apoio garantido ao projeto Futebol em Casa. “Consideramos fundamental agradecer todo apoio que está sendo dado e espero que a gente possa ampliar nossos laços. Não vamos abrir mão de todos os protocolos sanitários. A saúde é muito mais importante para nós do que a economia”, afirmou Bezerra.

Para Marques, a vida de todas as pessoas envolvidas no futebol está acima de tudo. “A gente agradece bastante tudo o que está sendo feito. O ABC teve uma dificuldade financeira enorme e estamos vendo formas de retomar nossa economia. Mais uma vez, muito obrigado, porque sabemos que fortalecer o futebol potiguar enaltece o nome do Rio Grande do Norte”, argumentou.

O vice-governador Antenor Roberto também participou da reunião e elogiou bastante o projeto de retomada do campeonato, que se baseia na campanha educativa de que ficar em casa é ainda a maneira mais correta de evitar a Covid-19. “É preciso que mantenhamos todos os cuidados com a higienização. O projeto vem muito bem a calhar. E reforçando o que a governadora falou, a pandemia não acabou”, ressaltou.

O Campeonato Estadual de Futebol será retomado de forma segura, dentro dos protocolos de biossegurança, com o jogo América x Globo, às 20 horas do dia 10 de agosto. Ao todo, serão realizados 10 ou 11 jogos, a depender dos resultados.

Fonte: Governo RN

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Prédios da Seplag e da Escola de Governo passam por desinfecção nesta sexta-feira (26)
Propaganda

RIO GRANDE DO NORTE

Governo mantém esforço para continuidade das atividades da Petrobrás no RN

Publicados

em


.
ASSECOM/RN

Mais uma vez a governadora Fátima Bezerra se reuniu com representantes da Petrobrás e da Gaspetro para tratar do plano de desinvestimento da empresa no Rio Grande do Norte. A reunião aconteceu em ambiente virtual na tarde desta segunda-feira (03) quando a pauta girou em torno da alienação das ações da Gaspetro na sociedade de economia mista que mantém com o Estado do Rio Grande do Norte, por meio da Companhia Potiguar de Gás (Potigás). 

Fátima Bezerra reiterou a preocupação com o plano de desinvestimento da Petrobrás pelo que a entidade representa na agenda de desenvolvimento econômico do Nordeste e, especialmente, do RN. “Nós aqui temos todo o interesse de abrigar os investimentos privados, que claro são muito bem-vindos. Temos um diálogo propositivo frequente com o setor produtivo e empresarial nesse sentido. Porém, dentro do atual contexto, julgamos ser um equívoco a saída da Petrobrás no RN”, declarou.

Radaes Fronchetti Picoli, gerente da Áreas de Participações em Refino e Gás Natural da Petrobrás, informou que já conversou com representantes de todos os estados brasileiros a fim de tratar do desinvestimento da Petrobras, em atendimento ao pleito apresentado pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), órgão federal, assim como vem acontecendo com o Rio Grande do Norte. “O Termo de Compromisso de Cessação (TCC) firmado entre o CADE e a Petrobrás vai definir quais investidores cheguem no lugar da Petrobras de forma justa, adequada e preservando o patrimônio público em todos os estados. No RN não será diferente”, disse.

Na ocasião ele esclareceu sobre os prazos para apresentação da oferta, bem como o direito de preferência dos sócios na Potigás. “O prazo é legal, foi assinalado pelo CADE e precisa ser cumprido sem prejuízo a algum pedido de prorrogação que precisa ser validado pelo Conselho”, pontuou.

O prazo assinalado para a formalização do negócio, até dezembro de 2020, é outro fator que preocupa a chefe do executivo estadual. “O prazo estipulado, até dezembro de 2020, é exíguo para essa importante decisão que requer estudos e avaliação orçamentária e financeira da nossa equipe de governo associado ao fato que estamos vivendo uma pandemia”, frisou Fátima, que adiantou que irá agendar mais uma reunião com o presidente da estatal, Roberto Castello Branco, no intuito de reiterar a importância não apenas econômica, mas especialmente a social da estatal para os potiguares.  O RN é o maior produtor de petróleo em terra do País com uma produção de cerca de 35 mil barris/dia de petróleo.

Participaram da reunião, além dos já citados, Ricardo Mello (Diretor Presidente da Gaspetro), Vitor Baroni (Diretor Corporativo da Gaspetro), Antônio Roberto (Vice-Governador), Fernando Mineiro (SEGRI), Aldemir Freire(SEPLAN), Larissa Dantas (Presidente da Potigás), Silvio Torquato (SEDEC), Marina Siqueira (Potigás), Hugo Fonseca (SEDEC) e Jaime Calado. 

SAIBA MAIS
Desde 2019 a governadora Fátima Bezerra articula a manutenção dos investimentos da Petrobras em terras potiguares. O CADE firmou um TCC com a Petrobras para o desinvestimento no Rio Grande do Norte o que ocasiona uma retração de investimentos da estatal nas atividades de produção e exploração dos campos maduros no RN, ativos e ligados ao gás natural e também em outros estados nordestinos. 

Ainda em dezembro de 2019, o Instituto de Estudos Estratégicos de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (Ineep) apresentou um estudo sobre os impactos econômico, fiscal e empregatício da saída da companhia no estado e no Nordeste como um todo que revelou uma significativa perda no número de empregos diretos e indiretos no RN, além de afetar a cadeia produtiva como um todo.  Segundo dados do Ineep, a Petrobras está abrindo mão de realizar R$ 4,2 bilhões em investimentos no estado, o que pode afetar mais de 100 mil postos de trabalho direta e indiretamente.

A governadora Fátima Bezerra já debateu a temática em reuniões com os Governadores do Nordeste e com o presidente da estatal.

Fonte: Governo RN

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Governo libera verba para a prefeitura de Pedra Bela
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

GOIÁS

SEGURANÇA

BRASIL E MUNDO

MAIS LIDAS DA SEMANA