RIO DE JANEIRO

Secretaria de Estado de Fazenda faz operação contra irregularidades na venda de mármore

Publicados

em


.

Secretaria de Estado de Fazenda faz operação contra irregularidades na venda de mármore

31 de julho de 2020

 

A Secretaria de Estado de Fazenda do Rio de Janeiro realizou nesta semana a Operação Pedra Bruta, cujo intuito foi desarticular um esquema de distribuição de pedra mármore e granito com nota fiscal irregular e até mesmo sem documentação. Os Auditores Fiscais da Receita Estadual estiveram em estabelecimentos localizados no Norte Fluminense onde foram identificadas suspeitas de fraude e nos quais houve os maiores volumes de notas emitidas nos últimos 12 meses.

 

A ação contou com o apoio da Polícia Militar e da Operação Barreira Fiscal, da Secretaria de Estado da Casa Civil. Durante as vistorias, os Auditores verificaram a real existência das empresas e, caso de fato estivessem em funcionamento, a capacidade de estoque.

 

– A maioria das operações irregulares diz respeito ao transporte de pedras supostamente enviadas por contribuintes localizados no Estado do Rio, mas que na verdade vieram do Espírito Santo, o que caracteriza uma simulação de operação com o objetivo de tentar burlar a fiscalização – explicou o superintendente de Fiscalização da Sefaz-RJ, Rodrigo Aguieiras.

Leia Também:  Boletim Coronavírus (14/07): 11.624 óbitos e 132.822 casos confirmados 

 

As empresas nas quais as suspeitas foram confirmadas terão a Inscrição Estadual previamente impedida, não podendo emitir nota fiscal. Também serão abertos processos de cancelamento da Inscrição para os contribuintes irregulares. As ações de fiscalização estão sendo realizadas seguindo das normas de proteção contra a Covid-19, com os auditores e demais servidores usando máscaras de proteção individual.

Fonte: Governo RJ

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

RIO DE JANEIRO

Governador visita obras de unidades habitacionais em Laje do Muriaé

Publicados

em


.

Governador visita obras de unidades habitacionais em Laje do Muriaé

5 de agosto de 2020

 

O governador Wilson Witzel visitou, nesta quarta-feira (5/8), as obras do Conjunto Boa Vista, em Laje do Muriaé, no Noroeste Fluminense. Após as fortes chuvas na região em 2011, as obras do conjunto habitacional foram iniciadas em 2012 e depois abandonadas pelas administrações seguintes. Em julho de 2019, na gestão Witzel, o trabalho foi retomado, sob a responsabilidade da Secretaria de Infraestrutura e Obras, por meio da Companhia Estadual de Habitação do Estado do Rio de Janeiro (Cehab). A previsão é de que o empreendimento seja inaugurado até o fim do ano.

  

– Nossa gestão retomou essas obras que serão destinadas a famílias que vivem em áreas de risco. Elas são nossa prioridade e nosso objetivo é garantir qualidade de vida para essas pessoas. Além disso, estamos gerando empregos na região  – disse o governador, que esteve no local acompanhado pelo prefeito do município, José Eliezer, e pelo secretário de Estado de Infraestrutura e Obras, Bruno Kazuhiro.

Leia Também:  Dez Centros de Cidadania (CCDCs) reabrem para a população

 

No Conjunto Boa Vista, 188 famílias de Laje do Muriaé devem ser beneficiadas com a entrega das unidades habitacionais.  Destas, 182 são de dois pavimentos, com sala, dois quartos, cozinha e banheiro. Outras seis são moradias com um quarto, adaptadas a pessoas com deficiência.

 

Além de obras de infraestrutura, o projeto inclui a implantação de redes de águas potável e pluvial, sistema de esgotamento sanitário, calçamento, paisagismo e construção de área de lazer. O valor do investimento é de cerca de R$ 10 milhões, oriundos do Fundo Estadual de Habitação de Interesse Social.

 

– É uma satisfação poder retomar, na gestão Witzel, essas obras, que estavam paralisadas desde 2013. E poder atender a dois públicos prioritários: a população de baixa renda e aquela com necessidades especiais, que precisam de moradia com acessibilidade – disse Kazuhiro.

 

Valdemir Carneiro Ramos, 38 anos, foi um dos operários que conseguiu trabalho no Conjunto Boa Vista, após meses desempregado.

 

– Poder voltar a contar com trabalho fixo foi muito bom. Consegui colocar as contas em dia – disse ele, que mora com a mãe.

Leia Também:  Operação Barreira Sanitária – Aruanã-GO
Fonte: Governo RJ

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

GOIÁS

SEGURANÇA

BRASIL E MUNDO

MAIS LIDAS DA SEMANA