RIO DE JANEIRO

Dia da Agricultura reforça a importância da atividade no Estado

Publicados

em


Dia da Agricultura reforça a importância da atividade no Estado

17 de outubro de 2020

Comemorado anualmente em 17 de outubro, o Dia da Agricultura reforça a importância do trabalho dos profissionais do campo, de cultivar a terra e de colaborar na manutenção da economia e abastecimento do país. Atualmente mais de 135 mil pessoas, trabalham diretamente na produção agrícola do estado do Rio de Janeiro, considerando os produtores familiares e titulares, sendo a Região Serrana predominante com o maior número de agricultores.

Com uma área extensa de 139 mil hectares de terras cultivadas e um clima propício para a agricultura, o estado do Rio de Janeiro se destaca na produção de culturas como alface, tomate e aipim, que juntas totalizam mais de 9 mil produtores envolvidos.

Outra cultura que se destaca é da cana-de-açúcar, com mais de 2 mil produtores ativos, sua produção em 2019 alcançou mais de dois milhões de toneladas colhidas e hoje representa o maior número de área colhida do estado.

Leia Também:  Secretário defende integração entre Estado e municípios para aumentar a segurança pública

– Estamos passando por um período delicado e o nosso compromisso é garantir o abastecimento de todo o estado. Dessa maneira, a Secretaria e suas empresas vinculadas estão trabalhando firme junto aos produtores para garantir o escoamento de toda a produção. – destaca o secretário de Agricultura, Marcelo Queiroz.

Apoio ao setor durante a pandemia

Com intuito de reduzir os prejuízos causados pela pandemia da Covid-19, a Secretaria de Agricultura vem atuando diretamente aos produtores com a criação de diversas ações.

Entre as atividades realizadas está o Agrofundo Emergencial, uma linha de crédito com juros baixos voltados especialmente aos produtores de flores, setor que foi extremamente impactado neste período. Através do programa Florescer, mais de R$1 milhão foram destinados diretamente a esse setor.

Outra iniciativa foi a parceria com a Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (ASSERJ), que possibilitou pequenos e médios produtores rurais viabilizassem seus produtos nas grandes redes de supermercados. Com a parceria, mais de 110 produtores rurais foram beneficiados diretamente e 420 agricultores de forma indireta, de 07 municípios.

Leia Também:  Plano Safra 2020/21: Governo do Estado e Banestes anunciam R$ 200 milhões para crédito rural

Além disso, campanhas para impulsionar a venda dos produtores foram criadas, uma pelo Dia das Mães e outra pelo Dia dos Namorados, com o objetivo de alavancar as vendas de flores no RJ e incentivar o consumo dos produtos e, também reduzir as perdas do setor de floricultura.

Vale destacar também a parceria da Secretaria de Agricultura e Emater-rio com a Fundação Banco do Brasil na distribuição de cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade social causada pela pandemia da Covid-19. As cestas foram compradas diretamente de produtores da agricultura familiar e destinadas a 4 mil famílias, entre elas, famílias de agricultores também.

Fonte: Governo RJ

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

RIO DE JANEIRO

Aulas presenciais retornam essa semana em 13 municípios, incluindo a capital, Niterói e Caxias

Publicados

em


Aulas presenciais retornam essa semana em 13 municípios, incluindo a capital, Niterói e Caxias

19 de outubro de 2020

 

A partir desta terça-feira (20/10), estão suspensas as aulas presenciais nos municípios de Macaé, São Francisco de Itabapoana e Carapebus, situados na Região Norte fluminense, que hoje passou para a bandeira laranja (risco moderado) de contágio da Covid-19.  Com a retirada das cidades da lista da Secretaria de Educação, a retomada das atividades nas escolas continua esta semana em 13 municípios. No restante do estado, as atividades pedagógicas serão exclusivamente remotas. Mesmo sem aulas presenciais, todas as escolas da rede ficarão abertas para que os estudantes retirem o material didático, além do kit alimentação.

 

A partir de amanhã, serão 397 escolas estaduais com aulas presenciais em todo o estado. Juntas, essas unidades somam 60,8 mil alunos que poderão optar por voltar às aulas presenciais na segunda-feira. Os municípios da lista de flexibilização são: Casimiro de Abreu; Duque de Caxias; Italva; Itatiaia; Mesquita; Miracema; Natividade; Nilópolis; Niterói; Piraí; Rio de Janeiro; São Pedro da Aldeia e Seropédica.

 

Leia Também:  PGE aprova portaria que padroniza cobrança de dívida ativa no Estado

Dentro dos municípios que vão retornar, 24 escolas não iniciarão suas aulas presenciais com as demais, uma vez que suas equipes de direção declararam fazer parte do grupo de risco da Covid. Ao longo da semana, a Secretaria de Educação providenciará uma solução administrativa para a retomada das atividades.

 

Veja os nomes das unidades escolares que não voltam esta semana:

 

Rio de Janeiro (19 escolas)

CE Agostinho Neto

CE Bangu

CE Barão de Santa Margarida

CE Barão do Rio Branco

CE Deborah Mendes De Moraes

CE Engenheiro João Thomé

CE Francisco Caldeira de Alvarenga

CE George Washington

CE Professor Ney Cidade Palmeiro

CE Professora Jeannette De Souza Coelho Mannarino

CE Professora Vilma Atanázio

CE Stuart Edgar Angel Jones

CE Júlia Kubitschek  

CIEP 205 Frei Agostinho Fíncias

CE Chiquinha Gonzaga

CE João Alfredo

CE Souza Aguiar

CE André Maurois

CE Professor Antonio Maria Teixeira Filho

 

Niterói

Liceu Nilo Peçanha

 

Leia Também:  Governo do Estado publica novas medidas restritivas para evitar a propagação da Covid-19

Mesquita

CE Ana Neri

 

Casimiro de Abreu

CE Santa Maria

CE Indaiaçu

CE Rio Dourado

Fonte: Governo RJ

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

GOIÁS

SEGURANÇA

BRASIL E MUNDO

MAIS LIDAS DA SEMANA