POLÍTICA GO

Ex-deputado e radialista Mané de Oliveira morre aos 80 anos em Goiânia. Assembleia Legislativa decreta luto oficial

Publicados

em


Morreu neste sábado, 13, em Goiânia, o radialista esportivo e ex-deputado estadual Manoel José de Oliveira, conhecido como Mané de Oliveira. A causa da morte foi um câncer no intestino. Ele tinha 80 anos e faria 81 no dia 31 de julho. Era natural de Pires do Rio. Foi eleito deputado estadual por duas vezes: em 1986 (11ª Legislatura) e, de novo, 28 anos depois, em 2014 (18ª Legislatura), sendo o mais votado com 62.655 votos.

Em razão do falecimento, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Lissauer Vieira (PSB) decretou luto oficial por três dias.  

O velório acontece no Ginásio de Esporte de Campinas, localizado na rua Senador Morais Filho, 351, a partir das 11 h e o sepultamento será realizado ainda hoje no Cemitério Jardim das Palmeiras, às 19 h.

Mané era pai do também jornalista esportivo Valério Luiz, assassinado em 2012, na Capital. Além de Valério, ele também teve outros sete filhos: Marcelo Anderson, Cláudia, Patrícia, Eduardo, Manoel José, Matheus e Manuella. Mané atuou profissionalmente nas rádios Sagres, Difusora e Brasil Central em Goiânia, e Carajá, em Anápolis.

Leia Também:  Encerramento das Atividades

Na televisão, trabalhou na extinta TV Goyá e na TV Brasil Central. Ele trabalhou nos jornais Cinco de Março, Folha de Goiás e Diário da Manhã. Era também proprietário da firma de publicidade “Rede de Assessoria e Propaganda Ltda”. Na TV Goyá, sua principal atuação foi no programa Goiânia Urgente, na década de 80. 

Mané de Oliveira tem, em Goiás, 50 anos de jornalismo, sendo mais de 45 de vida esportiva.  

Depois de afastado da vida política por 28 anos, decidiu, en 2014, retornar ao Legislativo. E, em 2014, ao disputar novamente uma eleição para o Legislativo goiano, pelo PSDB, tornou­-se o deputado estadual mais votado da história, onde obteve 62.655 votos. E na 18ª Legislatura da Assembleia Legislativa (2014-2019), foi eleito vice-presidente da Assembleia Legislativa.

Com a bandeira da Segurança Pública nas mãos, ele tinha como principal meta fazer com  que a justiça seja rigorosamente cumprida.  O assassinato do seu filho mais velho, o também cronista esportivo Valério Luiz de Oliveira, morto a tiros em 2012, foi o que o motivou a voltar para a vida pública.

Leia Também:  Menina de 3 anos morre 'congelada' na porta de casa e mãe alega sonambulismo

No jornalismo esportivo, imortalizou o bordão “O que você tem na cabeça?”.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA GO

Plenário aprova em 2ª votação projeto que atualiza taxas de serviço estadual e judiciária

Publicados

em


Os deputados aprovaram, em primeira votação, o projeto de lei nº 1540/21, que propõe para o ano de 2021 uma atualização monetária das taxas de serviço estadual e das taxas judiciárias. O placar da votação foi 22 votos a 0, além de uma abstenção. 

Segundo a proposta, em função da situação de emergência na saúde pública do estado de Goiás pela disseminação do novo coronavírus (covid-19), a atualização anual prevista no art. 2º das Disposições Finais e Transitórias da Lei nº 11.651, de 26 de dezembro de 1991, será calculada, excepcionalmente no ano de 2021 de acordo com a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (BGE), cujo valor acumulado no ano de 2020 é de 4,52%.

Sobre o assunto, foi ouvida a Secretaria de Estado da Economia, que apontou a proposta como viável, já que busca amenizar o impacto decorrente da atualização de valores de taxas e multas sobre a economia do estado de Goiás.

Leia Também:  13° BPM Apreende Grande Quantidade de Droga na Região Noroeste de Goiânia

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA