POLÍCIA CIVIL SP

Operação ‘Divisas Integradas II’ une São Paulo e Paraná no combate ao crime

Publicados

em


.

Mais de sete mil policiais dos dois Estados, além de agentes federais e do Exército Brasileiro, participam da ação visando o reforço da segurança e a prisão de criminosos

A Polícia Civil em conjunto com outras forças de segurança de São Paulo e do Paraná deflagraram, simultaneamente, nesta terça-feira (15), a “Operação Divisas Integradas II”. A ação, que estabelece um marco de integração e parceria entre as polícias dos dois Estados, visa reforçar as atividades de combate à criminalidade, em especial as organizações criminosas, ao longo dos limites dos dois estados. Os trabalhos são realizados a partir do eixo das rodovias Raposo Tavares (SP-270), Régis Bittencourt (BR-116) e Transbrasiliana (SP-153), podendo avançar para outras regiões estratégicas.

Participam da operação as secretarias estaduais de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) e do Paraná (SESP-PR), através das polícias Civil, Militar e Técnico Científica, bem como o Corpo de Bombeiros de ambas as unidades federativas, o Exército Brasileiro, a Polícia Rodoviária Federal, a Polícia Federal e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Mais de 7,8 mil policiais de ambos os Estados, além dos agentes do Exército Brasileiro e órgãos federais, estão empenhados na operação, que incluí ações preventivas, ostensivas e o cumprimento de mandados judiciais. Para isso, serão empenhadas 2.129 viaturas, 21 aeronaves, seis drones, 18 cães e 11 embarcações.

Pela Polícia Civil de São Paulo, participam da ação o Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), o Departamento de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico (Denarc), o Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC), o Departamento de Operações Policiais Estratégicas (Dope) e o Departamento de Inteligência da Polícia Civil (Dipol), além dos departamentos de Polícia Judiciária da Macro São Paulo (Demacro) e das regiões de Bauru, Vale do Ribeira, Sorocaba e Presidente Prudente. Pelo Paraná, integram a operação a Polícia Científica (PCP/PR), Batalhão de Operações Especiais (BOPE), Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb/FV), Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), Batalhão de Operações Aéreas (BPMoa), Grupamento Operações Aéreas (GOA), Grupo Tigre e unidades da área de limite pertencentes ao 2º, 3° e 4º Comandos Regionais da PM.

A Polícia Federal disponibiliza ainda pessoal e equipamentos do Grupo de Bombas e Explosivos para a fiscalização de armamentos, explosivos e materiais controlados, como nitrato de amônia. Além disso, está previsto o fomento à resolução de crimes notificados por meio do Disque Denúncia 181.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Polícia Federal faz operação para repressão de pedofilia na internet
Propaganda

POLÍCIA CIVIL SP

Polícia Civil de Pirapozinho deflagra operação de combate ao tráfico de drogas

Publicados

em


.

Na manhã desta quinta-feira (17), 142 policiais civis de toda área que compõe o Deinter 8, com o apoio do Serviço Aerotático da Polícia Civil (Dope) e do canil da Polícia Militar, participaram de ação policial organizada pela Delegacia de Polícia de Pirapozinho, com fulcro no combate ao tráfico de drogas.

Trata-se de operação deflagrada a partir da análise de material apreendido em ações policiais anteriores, que resultou na possibilidade de identificação de criminosos locais, associados entre si, fomentando o tráfico e os delitos a eles correlatos numa rede de contatos entre grandes, médios e pequenos traficantes de Pirapozinho, que acabaram por resultar no mapeamento de quatro regiões específicas de comercialização de drogas, não somente entre amigos, mas entre diversas pessoas da cidade.

Os policiais civis que realizaram o trabalho investigativo apuraram que as drogas comercializadas são o skunk, maconha e cocaína, inclusive com a mercancia em dinheiro e também a troca entre tais drogas, dada a especialização de diversos traficantes.

A autoridade policial responsável pela investigação representou pela concessão de 79 mandados de busca e apreensão, que foram totalmente deferidos na noite de ontem, além de 14 mandados de prisão temporária.

Foram cumpridos até o momento 9 mandados de prisão temporária, lavrados 5 termos circunstanciados e 5 flagrantes por tráfico de drogas, além de terem sido apreendidos celulares, drogas e dinheiro.

As ações foram desenvolvidas nos municípios de Alvares Machado, Pirapozinho, Presidente Prudente e Tarabai.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  DPPC realiza operação de combate a fraudes em postos de combustíveis na Capital
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

GOIÁS

SEGURANÇA

BRASIL E MUNDO

MAIS LIDAS DA SEMANA