POLÍCIA CIVIL RJ

Polícia Civil do Rio de Janeiro prende lutador de MMA integrante de organização criminosa

Publicados

em


Policiais da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), em conjunto com a Polícia Civil do Distrito Federal, durante a semana e após trabalho de inteligência e diligências de campo, prenderam, nesta sexta-feira (27/11), o criminoso mais procurado de Planaltina, no Distrito Federal. Ele foi capturado no bairro Guaratiba, na Zona Oeste do Rio.

Segundo os agentes, no ano de 2018, o grupo criminoso liderado pelo bandido do Rio, que é lutador e professor de MMA, aterrorizou várias comunidades de Planaltina, no Distrito Federal. Os integrantes da quadrilha, fomentados pelo mercado lucrativo do tráfico de drogas, praticavam constantes atos violentos, como ameaças, sequestro e cárcere privado, extorsões, roubos circunstanciados, lesões corporais, estupro, porte ilegal de arma de fogo, corrupção de menores, torturas, ocultação de cadáver, homicídios e tentativas de assassinato.

O grupo chegou a construir uma cisterna para torturar e matar pessoas por dívida de drogas. Contra o acusado existiam seis mandados de prisão expedidos pela Justiça de Planaltina referentes aos crimes de torturas, estupro, sequestro e cárcere privado, extorsão, roubo, corrupção de menores, associação criminosa, homicídio consumado e ocultação de cadáver.

Leia Também:  Polícia do Rio promove operação contra roubo, latrocínio e receptação

Em seu período de fuga, o bandido passou, inclusive, por países da América Latina, como Paraguai e Uruguai, até que, em novembro de 2020, o monitoramento do setor de inteligência mostrou que havia retornado ao Rio de Janeiro.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA CIVIL RJ

Polícia Civil apreende adolescente acusada de roubar e matar idosa paraplégica

Publicados

em


Policiais civis da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) apreenderam uma adolescente acusada de latrocínio contra uma idosa paraplégica, identificada como Maria Madalena de França. Ela foi localizada no bairro Marapicu, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, nesta segunda-feira (04/01).

A jovem foi apreendida em cumprimento de um mandado de busca e apreensão expedido pela Vara de Execuções de Medidas Socioeducativas da Capital. Ela ainda tentou fugir, mas foi capturada pelos agentes.

O crime aconteceu em 2016. Segundo as investigações, a vítima era dona de um imóvel alugado pela acusada. De acordo com os agentes, o companheiro da adolescente também é investigado por envolvimento no latrocínio.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Polícia prende homem acusado de estelionato em clube de tiro no Centro do Rio
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA