POLÍCIA CIVIL GO

Operação Barolo: Polícia Civil investiga empresários do ramo de grãos suspeitos de sonegação e lavagem de dinheiro

Publicados

em


A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Ordem Tributária (DOT), com apoio da 8ª Delegacia Regional de Polícia (DRP) de Rio Verde, deflagrou ontem (15) a Operação Barolo. A operação teve como alvo empresários do ramo de comercialização de grãos estabelecido na cidade de Rio Verde. Foram cumpridos três mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão de preventiva.

Os empresários investigados estariam atuando na comercialização de grãos em vários estados do país, mediante constituição de empresas de fachada em nome de laranjas e sem o recolhimento dos tributos devidos. As investigações foram feitas em parceria com a Polícia Civil do Estado do Piauí, onde os investigados também atuavam supostamente lesando o fisco estadual daquele estado.

Durante o cumprimento dos mandados, foram apreendidos documentos, cartões bancários em nome dos laranjas, equipamentos eletrônicos, aparelhos de telefone celular e uma arma de fogo. Quando a equipe adentrou na casa de um dos empresários para cumprimento do mandado de buscas, ele tentou destruir o aparelho de telefone celular a fim de evitar sua apreensão e extração de dados que podem comprovar os crimes supostamente praticados.

Leia Também:  Polícia Civil prende em Resende traficante foragido há dez anos

Os investigados responderão por crime de associação criminosa, crime tributário, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro, além de terem de arcar com o pagamento dos tributos sonegados acrescidos de multa.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA CIVIL GO

DPCA Goiânia prende mulher em flagrante por exploração sexual de menores

Publicados

em


A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Goiânia, em parceria com a 8ª Delegacia Distrital de Polícia (DDP) de Goiânia, nesta manhã de sexta-feira (27), após apuração de denúncia anônima, identificaram uma casa de prostituição no Jardim America, em que menores eram exploradas sexualmente.

No momento da abordagem, foram encontradas duas menores na casa de prostituição, de 14 e 16 anos de idade, além de duas menores filhas da autora, proprietária da casa. Em escuta especializada com as menores de 14 e 16 anos, as adolescentes confirmaram que faziam programas e revertiam parte do pagamento à autuada.

Na casa também foi encontrado um revólver calibre .38. A dona do local, de 34 anos, foi autuada em flagrante pelos crimes de exploração sexual de menor e posse ilegal de arma de fogo.

Delegada responsável: Caroline Borges Braga

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Polícia Civil faz apreensão de alimentos impróprios para consumo em comércio do Jd Novo Mundo; estabelecimento foi interditado
Continue lendo

FAMOSOS

DISTRITO FEDERAL

SEGURANÇA

MAIS LIDAS DA SEMANA