PARANÁ

Educação do Paraná tem a maior evolução desde 2005

Publicados

em


.

Desde 2005 o Paraná não experimentava uma evolução tão grande na avaliação da qualidade do ensino público, conforme mostra o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). No Ensino Médio, a nota estadual teve a alta mais expressiva do Brasil, de 0,7. Com o avanço histórico, Estado saiu do sétimo para o quarto lugar no ranking de escolas públicas.

Nos Anos Finais do Ensino Fundamental (6o. ao 9o. Ano), a nota da rede estadual também obteve o maior crescimento absoluto do País (0,5). Assim, o sistema paranaense sai do sétimo para o terceiro lugar na classificação nacional divulgada nesta terça-feira (15) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP).

Os dados mostram que o desempenho das turmas do 6o ao 9o Ano fez a nota do Paraná subir de 4,6 (2017) para 5,1 (2019). São Paulo e Goiás, obtiveram 5,2. No Ensino Médio a evolução foi de 3,7 para 4,4. Com o salto, o Paraná fica com a mesma nota de Pernambuco e próximo de Goiás (4,7) e Espírito Santo (4,6).

CONDIÇÕES – “O desempenho obtido pelos nossos alunos demonstra o esforço do governo para criar as condições de evolução do sistema de educação do Estado”, afirma o governador Carlos Massa Ratinho Junior. “A nota do ensino médio, com alta de 0,7, representa o maior avanço de todos os tempos no Brasil na avaliação desta fase do ensino”, ressalta ele.

Leia Também:  Comissão de Educação aprova audiência pública para discutir volta às aulas em São Paulo

Nos Anos Finais do Ensino Fundamental, o resultado das provas do IDEB coloca o Paraná entre os seis únicos estados a alcançar a projeção de evolução estabelecida pelo Inep para 2019. Tanto nesta etapa quanto no Ensino Médio, a performance das turmas reduziu a diferença de desempenho da rede pública para a rede privada.

TODO ESTADO – O IDEB de 2019 mostra que colégios de 90% dos municípios do Paraná alcançaram alta no desempenho de alunos do Ensino Médio. Das 399 cidades do Estado, houve melhora na nota em 359 cidades. Destas, 336 (80%) atingiram a meta estipulada pelo INEP. A qualidade do ensino evoluiu também entre os alunos dos anos finais do Ensino Fundamental. Houve alta em 336 municípios, e 140 atingiram a meta projetada.

INOVAÇÃO – O secretário estadual da Educação e do Esporte, Renato Feder, destaca que o IDEB reflete políticas inovadoras de ensino que o Paraná vem adotando nos últimos dois anos. Ele destaca iniciativas com o Prova Paraná, Presente na Escola, Tutoria Pedagógica e Mais Aprendizagem.

Leia Também:  Saúde propõe agilidade para licenciar prestadores de serviços

“Além de novas ferramentas, temos que ressaltar o empenho e o envolvimento do quadro de professores e profissionais do magistério”, afirma Renato Feder. “É o conjunto de ações que traz resultados tão expressivos como o que estamos vivenciando”, destaca o secretário.

FUNDAMENTAL I – O IDEB mostra ainda a evolução do ensino fundamental nos anos iniciais, da 1a. até a 5a. séries. Nesta área, o desempenho das turmas de escolas públicas colocou o Paraná em primeiro lugar no ranking brasileiro. Em 2017, o Estado estava na quinta posição. A nota na atual avaliação é 0,4 maior do que na rede privada de ensino.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

PARANÁ

Audiência pública virtual debate serviço de travessia da Baía de Guaratuba

Publicados

em


.

A Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Paraná (Agepar) promove neste sábado (19), a partir das 10 horas, a Audiência Pública Virtual do Regulamento do Serviço de Travessia da Baía de Guaratuba.

A audiência é oportunidade para a população colaborar com o aprimoramento do serviço conhecido como ferry boat. A participação pode ocorrer com inscrições já abertas através do banner “Audiências Públicas” na página da Agepar (http://www.agepar.pr.gov.br).

A apresentação da minuta do regulamento e o debate também serão transmitidos pelo canal da agência no Youtube e pela fan page do Facebook. No entanto, questões e sugestões devem ser enviadas pelo espaço dedicado na página da Agepar, que contém todas as orientações para cadastro e participação.

A regulamentação que será debatida normatiza, em âmbito estadual, a concessão do serviço público de transporte aquaviário de veículos e passageiros na travessia da Baía de Guaratuba, ligando os trechos da rodovia PR-412.

Ao promover consultas e audiências públicas, a Agepar possibilita à população a participação em decisões de caráter regulatório. Foram enviadas 659 contribuições na consulta pública deste regulamento, realizada entre 06 de fevereiro e 09 de março deste ano.

Leia Também:  Portos do Paraná registram alta de 8% na movimentação até agosto

A minuta do Regulamento da Travessia da Baía de Guaratuba seria apresentada e analisada, inicialmente, em audiências públicas em Curitiba, Matinhos e Guaratuba. Porém, as restrições geradas pela pandemia da Covid-19 obrigam a realização pela internet.

A audiência virtual será dividida em duas etapas. A primeira hora será dedicada à apresentação da minuta do regulamento e a segunda para esclarecimentos e sugestões.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

GOIÁS

SEGURANÇA

BRASIL E MUNDO

MAIS LIDAS DA SEMANA