Paraíba

Porto de Cabedelo supera 2019 com movimentação de mais de 1 milhão de toneladas de cargas em 2020

Publicados

em


O Porto de Cabedelo movimentou 1.139.141 toneladas de cargas em 2020. O número é 5,25% maior que a movimentação de 2019, mesmo durante um ano de pandemia. Os dados são do setor de Gerência de Operações, da Companhia Docas da Paraíba, divulgados nesta quinta-feira (31).

O mês de novembro apresentou a maior movimentação do ano. No total, 157.200 toneladas de produtos passaram pelo cais durante o mês. O resultado, além de ser o maior do ano, representa um crescimento de 90% em relação ao mês de outubro, quando a movimentação foi de 82.688 toneladas.

“Foi um ano de pandemia onde todos os protocolos mudaram. Durante o período de março houve incertezas e mudanças no planejamento da Companhia. Mas é com muita satisfação que a gente finaliza um ano de dificuldade, com resultado positivo e com crescimento. Além disso, já estamos com perspectiva de começar o ano batendo recorde de movimentação no mês de janeiro, se comparado ao mesmo mês de 2020”, destacou a diretora-presidente da Companhia Docas da Paraíba, Gilmara Temóteo.

Leia Também:  Polícia Militar entrega quase 26 toneladas de alimentos da campanha ‘Boas Festas Solidárias’

A previsão é que o mês de janeiro ultrapasse as 100 mil toneladas movimentadas, número já superior ao mesmo mês de 2020, quando foram movimentadas cerca de 70 mil toneladas de cargas.

Dos doze meses de 2020, onze tiveram saldo positivo em relação ao ano anterior. “Em maio, no auge da pandemia, mantivemos nosso funcionamento 24 horas e crescemos 32% em relação ao ano anterior”, detalha a presidente.

Várias cargas foram operadas no Porto de Cabedelo durante o ano de 2020, que também marcou a chegada de uma nova operação: a exportação de sal marinho. Dez mil toneladas da carga que chegou até o porto paraibano, após sair do Rio Grande do Norte, foram armazenadas em big bags e exportadas para a Holanda. O produto será usado no local para o derretimento de gelo.

Entre os principais produtos, a Companhia Docas da Paraíba também operou o malte, o petcoke, a gasolina, o diesel, o trigo, a ilmenita e o clinker, que não era operacionalizado pelo Porto de Cabedelo desde 2013.

Para 2021, já está marcada para o dia 14 de janeiro a assinatura dos Termos de Aceitação Provisória das Áreas, com a presença do secretário de Portos e do Consórcio Nordeste. “Com essa parceria, vamos concretizar investimentos superiores a R$ 100 milhões”, adiantou Gilmara Temóteo. Além disso, destacou que a meta para 2021 é bater o recorde de 2 milhões de toneladas movimentadas, contando com novas operações que devem iniciar, como a exportação do coque e do açúcar.

Leia Também:  Dólar fecha em R$ 5,39 e Bolsa supera 105 mil pontos, maior nível desde julho
Fonte: Governo PB

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Paraíba

FCJA lança ‘Gente de Casa’, na passagem do aniversário de José Américo de Almeida

Publicados

em


A Fundação Casa de José Américo lança, no próximo domingo (10), em formato digital, a galeria artística “Gente de Casa”, com telas a óleo pintadas pelo artista plástico Tônio, retratando perfis de personalidades envolvidas no universo literário, político e pessoal do patrono da casa, que estaria completando 134 anos.

A intenção da instituição é ampliar as possibilidades de estudos das diversas vertentes culturais da Paraíba, tendo a vida e obra do escritor como epicentro documental e histórico, reforçado pela ótica privilegiada dos que conviveram ou estudaram o romancista e homem público.

“Pretendemos restabelecer as conexões que o legado de Zé Américo proporciona, ampliando o olhar contemporâneo sobre outras pessoas, ambientes e circunstâncias, permitindo um entendimento dos cenários que levaram a Paraíba, tão miúda geográfica e economicamente, a ser tão agigantada, pulsante e respeitada na história do país, com um protagonismo graúdo, cuja façanha é vista de forma displicente pelas atuais gerações. Queremos lembrar o que foi feito, fazendo de outro jeito. A pretensão é conhecer, valorizar e difundir os valores conterrâneos, como fizeram os construtores dessa herança cultural, que muito é devida ao ambiente literário plantado e cultivado pelo autor de ‘A Bagaceira’”, argumenta o presidente da instituição, o jornalista Fernando Moura.

Leia Também:  Hemocentro da Paraíba apela para doação de sangue ainda este ano

A primeira tela a ser adicionada à galeria virtual será da escritora, ex-secretária e confidente de José Américo, Lourdes Luna, que o acompanhou por 17 anos, contribuindo, até 2018, quando faleceu, a configurar a própria Fundação, sonho acalentado por ela desde a ascensão do memorialista à Academia Brasileira de Letras, em 1967. Beneficiada com o acolhimento da biblioteca, correspondências e documentos do arquivo pessoal da ex-servidora, a instituição decidiu acelerar os processos de catalogação e análise do precioso acervo, fazendo o cruzamento com o vasto e historicamente inigualável arquivo do próprio José Américo, sob guarda da Casa e disponível a pesquisas, internas e externas. O resultado do trabalho, previsto para 2022, será reunido em publicação com roupagem didática.

Na sequência do “Gente de Casa”, em fevereiro será anexada a tela do escritor Wills Leal, falecido em maio do ano passado, aos 83 anos, cuja biblioteca e eclética documentação foi doada pela família à FCJA, passando a compor um novo ambiente de estudos sobre temáticas essencialmente paraibanas.

Personalidades ainda em atividade, como Gonzaga Rodrigues, José Octávio de Arruda Melo, Ângela Bezerra de Castro e Neroaldo Pontes também vão compor a galeria de notáveis, a exemplo de Celso Mariz, Juarez da Gama Batista, Virginius da Gama e Melo, Linduarte Noronha, Severino Ramos e Hélio Zenaide, assíduos interlocutores da privilegiada varanda da avenida Cabo Branco, 3336.

Leia Também:  João Azevêdo prestigia solenidade virtual de posse de desembargador Joás de Brito Filho na presidência do TRE-PB

A ação faz parte do cronograma de comemorações dos 40 anos da Fundação, ocorrido em 10 de dezembro de 2020.

Fonte: Governo PB

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA