Pará

Seduc disponibiliza mais de 340 escolas estaduais para Enem neste domingo (17)

Publicados

em


Mais de 340 escolas estaduais do Pará foram cedidas para funcionarem como locais de provas presenciais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste domingo (17). O primeiro dia do exame no Estado contará com aproximadamente 330 mil estudantes paraenses. Entre os espaços de aplicação, 138 escolas estaduais foram disponibilizadas na Região Metropolitana de Belém e 204 no interior.

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) não apenas cedeu os espaços das escolas estaduais para a realização da prova, mas assegurou a limpeza e o processo de sanitização dos ambientes, e entrega as escolas  climatizadas e com excelente qualidade, para que os alunos possam fazer uma prova tranqüila e com segurança, embora, se saiba que cabe ao Governo Federal a organização, demarcação, espaçamento e outras medidas sanitárias e de ordenamento para a realização do Enem.

“A bandeira e o compromisso da atual gestão são com uma educação de qualidade, com estrutura digna para os alunos. Em dois anos, já foram entregues 54 escolas estaduais reconstruídas e ampliadas. A expectativa é que até dezembro de 2021, mais 50 escolas sejam entregues para o Estado”, afirma o professor e prefeito da Seduc, Belmiro Neto.

A Escola Estadual de Ensino Fundamental José Veríssimo, no bairro Batista Campos, em Belém, é uma das unidades que receberá os alunos que buscam uma vaga nas universidades. Ela foi a 50ª escola entregue pelo Governo do Estado, para garantir qualidade do ensino e estrutura digna ao dia a dia dos estudantes.

Leia Também:  Comédia com Heloísa Périssé é a atração deste domingo na UFMS

“Cuidamos de todas as medidas sanitárias para receber os alunos nas escolas estaduais para o Enem, mas precisamos reforçar que mesmo com todas as precauções, os estudantes também precisam fazer a sua parte, com o uso de máscaras, álcool em gel e respeitando o distanciamento social”, alerta o professor.

A Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Jarbas Passarinho, no bairro do Marco, também é um dos espaços cedidos para a realização do exame, aplicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), instituição vinculada ao Ministério da Educação (MEC).

A Jarbas Passarinho é referência em inclusão, por ser adaptada com acessibilidade para funcionários e alunos com deficiência. No Pará, cerca de 340 alunos farão o Enem neste domingo, do total, mais de 20 estudantes apresentam algum tipo de deficiência.

EDUCAÇÃO

Além dos cuidados com o espaço físico, a Seduc realiza ações educativas para assegurar o aprendizado dos estudantes que vão fazer o Enem, desde início da pandemia de Covid-19.

“Mesmo com todas as dificuldades que vivemos em 2020, a Seduc se dedicou para a preparação dos alunos paraenses. Estamos confiantes de que eles apresentarão bons resultados no exame”, afirmou Belmiro Neto. 

Leia Também:  Sedop planta mudas de açaizeiro nas margens do canal do Tucunduba

O programa “Enem Pará” desenvolveu uma plataforma garantindo aos estudantes o acompanhamento de aulas ao vivo e videoaulas com uma experiente equipe de professores especializados em pré-Enem da própria secretaria, foi uma das ações da Seduc para a preparação dos alunos. 

Outras ações também foram fundamentais na preparação dos estudantes, como o Seducast Pará, podcast com dicas e tira-dúvidas relativas ao Enem, ou o projeto “Todos em Casa Pela Educação”, com videoaulas transmitidas pela TV Cultura e fornecimento dos cadernos de atividades (impressos e virtuais).

Para garantir o acesso ao conteúdo online, o Governo do Estado fez a entrega de chips de internet móvel com franquia de 20 gigas de dados para os 105 mil alunos da 3ª série do ensino médio.

REVISÃO

Neste sábado (16), a Seduc realiza um grande aulão preparatório de revisão para a prova do Enem, transmitido ao vivo pela TV e portal Cultura e Facebook, das 16h às 19h.

As provas do Enem vão acontecer em 17 e 24 de janeiro (na versão impressa) e dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro (na versão digital), respectivamente.

Fonte: Governo PA

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Pará

Comunicação integrada permite à polícia do Pará localizar acusados de latrocínio no Ceará

Publicados

em


A integração no setor de comunicação do sistema de segurança pública do Pará permitiu a localização de um casal acusado de um latrocínio ocorrido em Fortaleza, capital do Estado do Ceará, no último domingo (28). A vítima é um homem de 81 anos, proprietário de uma caminhonete modelo Toyota Hilux, que havia sido roubada. O veículo foi encontrado, em menos de 24 horas, por agentes do sistema de segurança pública paraense, na Colônia do Prata, município de Igarapé-Açu, na região Nordeste, nesta segunda-feira (1º).

Armas e celulares encontrados com os acusados pelo crimeApós o comunicado feito pela Polícia Civil do Ceará, ao detectar que o veículo havia transitado pelo município de Capanema, na mesma região, imediatamente a informação foi lançada no Sinesp-Cad, o controle de atendimento e despacho de ocorrência de urgência e emergência disponibilizado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), vinculada ao Ministério da Justiça e Segurança Pública.

O Sinesp-Cad também integra a base nacional de dados de furtos e roubos de veículos. Quando um carro é roubado e comunicado ao Ciop (Centro Integrado de Operações), há o registro imediato no sistema de alerta da Polícia Rodoviária Federal (PRF) por até 72 horas.

Radiocomunicação – Paralelamente, via comunicação por rádio, por meio do Núcleo Integrado de Operações (NIOp) de Castanhal, guarnições da Polícia Militar de Igarapé-açu e da Colônia do Prata, além das viaturas de Castanhal, que já acompanhavam a ocorrência, foram informadas que agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) haviam avistado o veículo no trevo de Santa Maria do Pará, mas não conseguiram alcançá-lo.

Leia Também:  Policlínica itinerante começa a atender no Mangueirão casos de Covid e outras síndromes gripais

Na Colônia do Prata, o veículo foi identificado e um cerco policial foi formado, a fim de conter os acusados, que reagiram atirando contra os policiais. O casal foi ferido e levado ao hospital local, mas não resistiu aos ferimentos.

Toda a ação teve como ponto comum o Sinesp-Cad, que recebeu informações do Centro Integrado de Operações do Ceará, do Pará, da PRF, NIOp de Castanhal e Capanema, e da Central de Atendimento de Despacho (CAD) de São Miguel do Guamá, outro município da região.A caminhonete roubada na capital do Ceará e localizada no Nordeste do Pará

Melhor cobertura – Ualame Machado, secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Pará, ressaltou a atuação e a integração entre os agentes de segurança pública paraense que conseguiram interceptar a dupla, após ter passado por três Estados. “Nós conseguimos apreender um veículo e os acusados que estavam no veículo, que tinham praticado o latrocínio no Estado do Ceará e vinham em fuga para o Pará. A dupla, um homem e uma mulher, trocaram tiros com a polícia e vieram a óbito. O veículo apreendido havia sido roubado em Fortaleza e, ao vir para o Pará, passou por três estados. De acordo com a integração do sistema pelo Sinesp-Cad, o dado do veículo estava lançado e conseguimos acionar as equipes do interior do Pará – São Miguel do Guamá e de Castanhal – para que pudessem fazer a interceptação do veículo. Isso tudo em razão da integração do Sinesp-Cad, que é o novo 190, que tem uma integração com outros estados do Brasil, e também a partir de uma cobertura melhor do nosso sistema de rádio. A localização onde se deu o confronto era um local onde antes não existia cobertura do sistema de rádio, e agora com essa cobertura possibilitou a troca de informações entre as equipes e a segurança dos policiais que agiram na ação”, informou o secretário.

Leia Também:  Projeto de lei regula ensino remoto em escolas e universidades privadas

No Estado, a tecnologia é empregada por meio do Projeto “Falando por Todo o Pará”. O objetivo é integrar as forças de segurança no Estado e melhorar a aproximação com a comunidade. A instalação da nova tecnologia ocorreu ainda em dezembro passado, pelo Centro Integrado de Operações (Ciop 190), presente na Região Metropolitana de Belém. Até então, a integração envolvia a 1ª, 2ª e 3ª regiões de Integração de Segurança Pública (Risps), totalizando 20 cidades.

Celeridade – Na prática, quando uma pessoa ligar para o 190 ou 193 da RMB, de Castanhal ou de qualquer uma das cidades atendidas pelo novo sistema, a chamada automaticamente será direcionada para a central telefônica Asterisk, instalada no Ciop, em Belém, e encaminhada, também de forma automática, para o Núcleo Integrado de Operações (NIOp) ou para a CAD mais próxima do local da ocorrência. Assim, as viaturas da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros Militar ou do órgão de segurança mais próximo poderão ser acionadas para atender ao chamado.

Se as linhas telefônicas estiverem ocupadas, um segundo atendente, em outra cidade, poderá receber a ligação, fazer o registro e repassar as informações para o local de origem da ocorrência. Desta forma, aumentam o número de atendimentos e a celeridade das ações.

Fonte: Governo PA

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA