Pará

Índices de criminalidade em baixa contribuem para a paz social nos 405 anos de Belém

Publicados

em


Entre 22 de dezembro e 4 de janeiro de 2021, em Belém, houve redução de 22% nos crimes violentos letais e intencionais (CVLI), e de 45% e 21%, respectivamente, nos furtos e roubos, em relação ao mesmo período do ano passado. O número de furtos também foi menor: diminuiu de 3.816, em 2019 para 2020, para 2.117, de 2020 a 2021.  

Os números são uma evidência de que os investimentos do Estado reduziram a criminalidade na capital, que, nesta terça-feira (12) de janeiro, celebra seus 405 anos.

Só a Polícia Militar do Estado teve renovadas 514 viaturas, o garante mais rapidez no atendimento às ocorrências e tranquilidade para o cidadão da capital e para a economia do Estado. 

Os índices de criminalidade estão em queda em toda a Região Metropolitana de Belém (RMB) e devem cair ainda mais com o reforço planejado para a corporação militar do Pará. O novo concurso para oficiais e praças está aberto e oferece 2.405 vagas. Trata-se de mais uma etapa do plano de fortalecimento da Segurança Pública do Estado, prioridade da atual gestão.

Leia Também:  Governo do Ceará prorroga decreto com regras de isolamento social; mais cinco municípios entram em isolamento rígido no Interior

Ainda este ano, Belém terá um novo Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), com investimento superior a R$ 3 milhões, entre obra física, aquisição de equipamentos, mobília e toda a estrutura necessária para o funcionamento.  

O Centro funcionará de forma permanente, com agentes das forças de segurança pública, como as polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, Departamento de Trânsito, Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, além de órgãos municipais da Região Metropolitana de Belém, como as guardas municipais e agências de trânsito de Belém, Ananindeua e Marituba e outras agências, como o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência (SAMU).

A estrutura do CICC ampliará o monitoramento por imagens na RMB em 222%, aumentando o número de câmeras de 310 para mil, reforçando com inteligência e tecnologia o enfrentamento à violência. Com investimentos, o Governo Estadual garante mais tranquilidade para quem vive na capital paraense. 

MAIS SEGURANÇA

Os dados mais recentes mostram que os Crimes Violentos Letais Intencionais tiveram uma diminuição de 38%, nos primeiros nove meses de 2020, na RMB. Foram computadas 571 ocorrências em 2019 e 352 em 2020, preservando, assim, 219 vidas. O crime de homicídio caiu 37%, se comparados os períodos de janeiro a setembro de 2019 e 2020, na RMB. Foram computados 528 e 331 casos, ano passado e este ano, respectivamente, uma redução de 197 ocorrências. Em toda a RMB, no período em questão, houve queda de 33% no número de roubos. Foram 39.272 ocorrências em 2019 e 26.390, ano passado, totalizando a redução de 12.882 registros.

Leia Também:  Sejudh realiza entrega de cestas básicas a mulheres de Castanhal
Fonte: Governo PA

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Pará

Pará recebe mais 37.200 doses de vacinas CoronaVac/Sinovac

Publicados

em


Mais uma remessa de vacinas contra a Covid-19 chegou ao Pará, por volta das 23h15 desta quarta-feira (24). Desta vez, desembarcaram em Belém 37.200 doses da vacina CoronaVac/Sinovac, desenvolvida no Brasil pelo Instituto Butantan. Pela manhã já haviam chegado outras 61 mil doses de vacinas Oxford/AstraZeneca, totalizando 98.200 novas doses enviadas ao Estado.

O novo lote vai reforçar a quantidade de vacinas para os grupos prioritários, de acordo com o Plano Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde. Os últimos ajustes para a distribuição já estão sendo feitos, para que as doses cheguem aos municípios a partir desta sexta-feira (26). O envio será feita por via terrestre, aérea e marítima, e contará com o apoio da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup).

Essa é a quinta remessa recebida pelo Pará, contabilizando 414.040 doses enviadas pelo MS ao Estado. Para o secretário de Estado de Saúde Pública, Rômulo Rodovalho, a chegada das novas doses é de suma importância para diminuir os casos da doença.

Leia Também:  Amazônia Jazz Band realiza concerto especial natalino com transmissão pela TV Cultura do Pará

“A Sespa continua adotando todas as medidas necessárias para combater o aumento do número de casos da Covid-19 e garantir assistência à população do Pará. Transferências de pacientes, aumento do número de leitos nas áreas de maior necessidade, mudança de bandeiramento para restringir a circulação de pessoas, entre outras medidas, foram adotadas, mas é essencial que tenhamos vacinas, pois quanto maior a parcela da população imunizada, menos proliferação do novo coronavírus teremos”, ressaltou o titular da Sespa.

O carregamento de 61 mil doses de vacinas Oxford/AstraZeneca chegou ao Aeroporto Internacional de Belém por volta das 12 h desta quarta-feira (24).

Mais vacinas – O Pará deve receber 1,5 milhão de doses de vacinas contra a Covid-19 até o dia 30 de março. A informação foi repassada pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, ao governador Helder Barbalho, durante reunião na última semana, em Santarém, no oeste paraense.

O governador anunciou na terça-feira (23) que vai comprar 3 milhões de doses de vacinas contra Covid-19 de laboratórios credenciados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de autorizar a aquisição de doses por estados e municípios.

Leia Também:  Seap encerra mais uma semana de cursos de qualificação profissional para custodiados

Calendário de chegada ao Pará dos lotes de vacinas já enviados pelo Ministério da Saúde:

– 18 de janeiro: 173.240 doses da CoronaVac/Sinovac

– 24 de janeiro: 49 mil doses da Oxford/AstraZeneca

– 25 de janeiro: 29.200 doses da CoronaVac/Sinovac

– 06 de fevereiro: 64.400 doses da CoronaVac/Sinovac.

– 24 de fevereiro: 98.200 doses da CoronaVac/Sinovac (37.200) e Oxford/AstraZeneca (61 mil).

Fonte: Governo PA

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA