Pará

Iesp celebra 21 anos investindo em novos cursos para agentes de segurança

Publicados

em


O Instituto de Ensino de Segurança do Pará (Iesp), órgão que compõe a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), completou 21 anos de criação e funcionamento na última terça-feira (17), oferecendo desde 1999 formação e capacitação aos agentes que compõem o sistema estadual de segurança pública. Em alusão à data, o Instituto promoveu nesta sexta-feira (20) uma cerimônia para entrega das medalhas do Mérito de Ensino Integrado de Segurança e dos diplomas de “Amigo do Iesp”.Solenidade de entrega das medalhas do Mérito de Ensino Integrado de Segurança e dos diplomas de “Amigo do Iesp”

Entre os agraciados com a comenda, que contempla pessoas que contribuem de maneira relevante a partir da prestação de serviços ao Instituto, estão o delegado-geral da Polícia Civil, Walter Resende; o diretor do Departamento de Trânsito do Estado, Marcelo Guedes; o promotor de Justiça Militar, Armando Brasil; o titular da Secretaria de Administração Penitenciária, Jarbas Vasconcelos; o diretor do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, Celso Mascarenhas; o secretário de Gestão Administrativa da Segup, coronel Alan Guimarães; o major bombeiro militar William da Silva; o major da Polícia Militar Itamar Gaudêncio, e Carlos Alberto Tabosa, diretor do Fundo de Investimento da Segurança Pública (Fisp).

Criado pela Lei n° 6.257, o Iesp possui gestão acadêmica própria, autonomia didática, científica e disciplinar para formar profissionais por meio de estudo, ensino e aprendizagem, objetivando o desenvolvimento de conhecimentos, habilidades e atitudes, e capacitando agentes para a prestação de serviços de segurança.Autoridades da área de segurança pública presentes à solenidade

Mais cursos e reformas – De acordo com o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado, estão previstos novos investimentos para o Instituto, que vão desde novos cursos até a ampliação e reforma das instalações. “O Iesp é fundamental para que a gente possa integrar os órgãos de segurança, formar, capacitar e aperfeiçoar cada vez mais nossos agentes. Para valorizar tudo isso nós entraremos em um processo de revitalização do Iesp. Vamos reformar a quadra de esportes, vestiários, alojamentos. Tudo isso passará por reforma para receber cada vez melhor nossos servidores”, anunciou o secretário.

Leia Também:  Jornada voluntária de policiais militares aumentará segurança em Sorriso

O titular da Segup, Ualame Machado (e) anunciou mais investimentos na estrutura do IespEm breve, serão abertas vagas para novos cursos de graduação, começando pelo curso de graduação em Docência do Ensino Superior de Segurança Pública, que iniciará no próximo dia 23 de novembro. Para o próximo ano está previsto um curso de graduação para servidores dos órgãos de segurança pública que não têm nível superior. As vagas serão ocupadas por meio de processo seletivo simplificado. Todos os servidores que não tiveram a possibilidade de fazer o curso anteriormente, agora poderão fazer a graduação.

Ensino a distância – O diretor do Iesp, coronel Antônio Bentes, destacou que neste momento de pandemia de Covid-19 o Instituto precisou se reinventar, e adotou os cursos on-line para que os graduandos não perdessem o ano letivo e cumprissem o calendário acadêmico.

O coronel ressaltou a importância de todas as ações inéditas realizadas ao longo desses anos. “Pela primeira vez em 21 anos nós teremos um curso superior em Tecnologia de Segurança Pública para atender parte do nosso efetivo, em particular os praças da Polícia Militar e Bombeiro Militar. Além disso, teremos curso superior sobre Gestão de Trânsito para os agentes dessa área, que comprovadamente ainda não possuem curso superior”, informou o diretor.

Leia Também:  Segup integra bancos de dados e ofertará RG digital no estado Pará

Recentemente, o Iesp formou mais de 300 agentes, que agora estão capacitados para melhor atender a população. Das turmas participaram médicos legistas, peritos e oficiais de perícias do Centro de Perícia Científica Renato Chaves; agentes de trânsito do Detran e aspirantes a oficiais da Polícia Militar. Também houve a formação de novos agentes da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap).

Fonte: Governo PA

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Pará

Mais de 830 bolsas de sangue foram coletadas em 25 de novembro, Dia do Doador de Sangue

Publicados

em


Mais uma vez o povo paraense mostrou o quanto é generoso. Nesta quarta-feira (25) Dia Nacional do Doador de Sangue, a Hemorrede paraense recebeu mais de 1.200 voluntários da doação em todas as 11 unidades de coleta do estado. Desses, 832 bolsas de sangue foram coletadas e vão poder beneficiar cerca de 3.300 pacientes que esperam por uma transfusão na rede hospitalar.

“É uma satisfação enorme receber este resultado, principalmente, diante de todas as dificuldades que tivemos que superar este ano. Só temos motivos para comemorar e agradecer a cada um dos doadores voluntários, servidores e colaboradores da Fundação Hemopa que torna possível a missão de salvar vidas”, ressaltou Paulo Bezerra, presidente da Fundação Hemopa. 

Um dos beneficiados é Daniel Cavalcante, que é paciente do Hemopa e faz tratamento para Anemia Falciforme. De dois em dois meses, ele precisa fazer transfusão para ficar bem e continuar trabalhando como Dj, no município de Igarapé-Açu, onde mora na região do nordeste paraense.

“Sem a transfusão sinto muito cansaço, fraqueza, desânimo. Quando recebo a transfusão, é alto astral e animação. Aí o Dj Jacarezinho pode trabalhar. Quero aproveitar para incentivar a doação, porque o sangue é muito importante e tem muita gente que precisa como eu”, reconhece o paciente Daniel Cavalcante.

Leia Também:  'Brigadeiro Fontenelle' é a 48ª escola da rede pública revitalizada e entregue pelo Estado

No Hemocentro Regional de Santarém, o Dia do Doador foi animado. Entre os voluntários, um grupo do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). “Nós, que trabalhamos diretamente com as situações adversas no trânsito, principalmente, sabemos da real necessidade. Então nos unimos e resolvemos abraçar a causa para que esse estoque possa ajudar quem está necessitado no momento”, ressaltou Maurício Magalhães, técnico de enfermagem do Samu, em Santarém.

Integrantes do grupo de ciclistas ‘Pitukinhas’, do município de Abaetetuba, no Baixo Tocantins, chegaram ao Hemonúcleo dispostos a aumentar a corrente do bem. “Eu já doou há mais de sete anos e vim agora com o grupo. A importância de doar é amor ao próximo. Quantas e quantas pessoas precisam deste sangue”, disse, emocionada, a fisioterapeuta Conceição Silva. 

A Fundação Hemopa observa que o sangue é insubstituível. Ele não pode ser fabricado e é a única fonte de vida para pacientes que lutam contra o câncer, anemias, hemofilia, aplasia medular, entre inúmeras doenças.

O Hemocentro explica ainda que a retirada de uma bolsa de 450ml de sangue não faz mal ao voluntário, o corpo repõe o retirado em 24 horas e não existe nenhum risco de contaminação no processo de doação. E o mais satisfatório, ressalta a Fundação Hemopa, quem doa é responsável direto por salvar vidas. 

Leia Também:  Segup integra bancos de dados e ofertará RG digital no estado Pará

Critérios para ser um doador de sangue:

            Ter entre 16 e 69 anos (menores de idade devem estar com o responsável);

•             Pesar acima de 50 kg;

•             Estar em boa condição de saúde;

•             Apresentar um documento de identificação oficial, original e com foto (RG, CNH, Passaporte ou Carteira de Trabalho).

Sobre a Covid-19

Neste período de pandemia, também foram incluídos critérios para quem teve a Covid-19. É necessário esperar 30 dias após a cura para doar. E quem teve contato com pessoas que tiveram Covid-19, deve esperar 14 dias após o último contato.

Serviço

Mais informações: 0800 280 8118 / (91) 3110-6500.

Fonte: Governo PA

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA