MINAS GERAIS

Saiba quais serviços das UAIs estão disponíveis 

Publicados

em


.

As 31 Unidades de Atendimento Integrado (UAIs) de Minas Gerais foram reabertas gradualmente para garantir que os cidadãos tenham acesso a serviços básicos, como emissão e retirada de documentos. Por medida de segurança, em razão da pandemia de covid-19, estão sendo priorizados os serviços mais demandados pela população e o atendimento é feito apenas com agendamento prévio.

Desde que as unidades retomaram o funcionamento, respeitando as legislações municipais, já foram realizados cerca de 320 mil atendimentos presenciais. Os agendamentos, que são gratuitos, podem ser feitos no Portal MG ou no aplicativo MG app. 

Essa etapa é importante para que os gestores dimensionem a capacidade de cada unidade e controlem o fluxo de pessoas para evitar aglomeração. É fundamental, ainda, que os agendamentos sejam feitos pelos canais oficiais, pois, além de não haver cobrança, os dados do usuário ficam protegidos, evitando que sejam usados por fraudadores. 

As UAIs estão adotando todas as medidas de segurança recomendadas para os atendimentos, como distanciamento social, controle de acessos, uso de máscaras e disponibilização de álcool em gel. 

Leia Também:  Serviço do SAMU durante pandemia é debatido em audiência

“Manter a prestação dos serviços é atender a uma necessidade da população, principalmente neste momento de pandemia. Estamos tomando todos os cuidados para garantir comodidade e segurança ao cidadão”, destaca o superintendente central de Canais de Atendimento da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), Reginaldo Carvalho.

Atualmente, as 31 UAIs do Estado estão funcionando. Confira aqui a relação dos serviços oferecidos, todos com agendamento prévio.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MINAS GERAIS

Romeu Zema anuncia que mineiros não terão reajuste na conta de energia elétrica da Cemig em 2020

Publicados

em


.

O aumento de 4,27% aplicado nas contas de energia elétrica enviadas pela Cemig em maio não irá vigorar. O comunicado foi feito nesta quinta-feira (6/8) pelo governador Romeu Zema, em coletiva de imprensa virtual transmitida pelas redes sociais.

O cancelamento do aumento, referente ao reajuste anual feito pela companhia, aconteceu em negociação entre o Executivo mineiro e a presidência da empresa.

Zema ressaltou que a medida faz parte do esforço do Governo de Minas para amenizar os impactos da pandemia na vida dos mineiros.

“Sabemos que muitos perderam o emprego, perderam renda. E faremos tudo o que pudermos para ajudar as famílias. Conversei com o presidente da Cemig e, na última reunião do Conselho de administração da empresa, ficou decidido que o aumento de 4,27% aplicado nas contas de maio não irá vigorar. O mineiro não terá reajuste na conta de energia elétrica este ano, como aconteceu nos anos anteriores”, explicou.

Pequenas empresas

Ele também ressaltou que a medida deve beneficiar pequenos empresários. “Sabemos que os pequenos empreendedores também foram duramente atingidos pela pandemia e a manutenção dos valores das contas de luz vai ajudar a aliviar as despesas”, disse.

Leia Também:  Quais foram os critérios adotados pela União Europeia para barrar voos?

O impacto da perda de arrecadação referente ao reajuste tarifário será amenizado pela entrada de R$ 714 milhões nos cofres da companhia, referentes à vitória da Cemig em disputa tributária judicial que questionou a inclusão do PIS-Pasep/Confins na base de cálculo do ICMS das faturas de energia.

A solicitação de cancelamento do reajuste já foi enviada à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), para ser analisada e deliberada pela diretoria da agência.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

GOIÁS

SEGURANÇA

BRASIL E MUNDO

MAIS LIDAS DA SEMANA