MINAS GERAIS

Professores do Se Liga na Educação dão dicas para momentos que antecedem a prova do Enem

Publicados

em


No próximo domingo (17/1), estudantes começarão a fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em todo o país. No primeiro dia serão as provas de Ciências Humanas (45 questões de Geografia, História, Filosofia e Sociologia); Linguagens e Códigos (45 questões de Língua Portuguesa, Literatura e Língua Estrangeira – podendo ser Inglês ou Espanhol), além da redação.

Ao longo do ano, os alunos da rede estadual de Minas que vão realizar a prova contaram com conteúdo dedicado a eles na programação do Se Liga na Educação em todas as sextas-feiras. Agora, às vésperas do grande dia, os professores das teleaulas reforçam dicas e conselhos dados aos alunos. 

Para o professor de geografia do Se Liga na Educação, Rodrigo Flávio Barboza, o momento é de ir com calma. Segundo ele, os conteúdos já foram trabalhados ao longo do ano e o momento agora é apenas de fazer revisões, mesmo assim, de forma mais leve. “Agora é calma e relaxar! O que tinha que aprender já foi. Agora é o momento de, no máximo, dar uma conferida nos resumos. Se a pessoa for pegar pesado, corre o risco de ficar com dúvida em uma coisa e, com isso, gerar outras dúvidas e causar desânimo e insegurança na hora de resolver as questões”, observa. 

SEE / Divulgação

Ainda de acordo com Rodrigo, muitas horas de estudo, principalmente às vésperas do exame, pode atrapalhar. “Sexta-feira encerra tudo, fecha o caderno e no sábado aproveita o máximo para descansar. Vai ouvir música, ver uma série ou mesmo dormir o dia inteiro”, recomenda. Não se sentir pressionado também é importante para manter a tranquilidade. 

Leia Também:  Estado avança na implantação da metodologia BIM em obras públicas

Na mesma linha, a colega de Rodrigo, a professora de inglês Lídia Chagas, também aposta no momento de relaxamento antes do exame. “Chegou sábado, um dia antes da prova: fazer revisão geral? Não! Agora é o momento de descansar. Você já teve seu tempo de estudar e, mesmo que ache que precisa revisar algumas coisas, descansar no dia anterior à prova é muito importante para que você tenha a resistência necessária para uma boa resolução do Enem”, afirma. 

Lídia também chama a atenção para alguns detalhes que são importantes para ajudar a fazer com que o estudante não fique desgastado emocionalmente no momento da resolução do exame. Ela cita, por exemplo, técnicas de respiração para evitar ficar ansioso e o cuidado para escolher uma máscara que seja confortável, já que será necessário usar o acessório durante todo o tempo. 

“E não se esqueça de levar uma garrafa de água e separar algum lanchinho. Só tome cuidado com o açúcar: dizer que ele dá disposição é mito! O que vem depois é um cansaço enorme, e isso nós não queremos, certo?”, reforça. 

Os professores também ressaltam a necessidade de, no momento de resolver as questões, prestar bastante atenção ao enunciado e ler os textos com cuidado. “Não deixe de ler os textos-base que estão indicados. Muitas vezes as respostas das questões estão neles. Além disso, não perca tempo nas questões que você não sabe. Marque-as com uma interrogação para não esquecer e volte nelas depois”, aconselha Rodrigo. 

Leia Também:  Emater-MG e PMMG vão implantar ações para segurança rural no Centro-Oeste mineiro

Já Lídia acrescenta ainda a importância dessas técnicas de leitura para o bom rendimento. “E se você aprendeu a usar as estratégias de leitura, aproveite para colocá-las em prática nos últimos questionários que fizer; elas vão te ajudar a economizar tempo e poupar energia durante a leitura dos textos. Boa prova!”, afirma. 

Ações da SEE/MG   

Ao longo dos meses, a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) desenvolveu várias ações para auxiliar os estudantes na preparação para as provas. Os Planos de Estudos Tutorados (PETs), principal ferramenta do Regime de Estudo não Presencial implementado pela Secretaria, contaram com simulados que ajudaram os estudantes na preparação para o Enem.

Além disso, recentemente foi criada uma aba no site “Estude em Casa” dedicada especialmente para quem vai realizar o Enem. O espaço reúne as aulas do Se Liga na Educação dedicadas à prova e também simulados. A aba pode ser acessada neste link.

No programa Se Liga na Educação, transmitido pela Rede Minas e pela TV Assembleia, todas as sextas-feiras a programação é dedicada a conteúdos relacionados ao Enem.

Além das aulas e do simulados, foram feitas parcerias que permitiram oferecer iniciativas, como o Enem Conectado e o Enem Conectado Power. Iniciativas únicas no país que possibilitaram aos alunos aulas on-line, gratuitas, para os alunos do 3º ano do ensino médio da rede estadual.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MINAS GERAIS

Estado inicia projeto piloto de monitoramento do uso da água por telemetria

Publicados

em


Minas avança no desenvolvimento de soluções ambientalmente sustentáveis em áreas de conflito pelo uso da água, com a instalação de equipamentos para estruturação do primeiro sistema de monitoramento de recursos hídricos por telemetria do Estado.

O projeto piloto, realizado na Bacia do Entre Ribeiros, região Noroeste de Minas Gerais, tem como objetivo dar mais transparência ao uso de recursos hídricos, automatizando o acompanhamento de vazão dos rios mineiros em regiões marcadas pela escassez hídrica.

O monitoramento por telemetria faz medições e coleta de dados, que são enviados por satélite ou internet a uma central de informações, onde poderão ser consultadas pelos usuários e pelo órgão gestor de recursos hídricos. A tecnologia se tornou uma exigência para a concessão de novas outorgas a partir da publicação da Portaria nº 48, em outubro de 2019.

Desenvolvimento conjunto

Desenvolvido conjuntamente pelo Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg), Associação dos Produtores Rurais e Irrigantes do Noroeste de Minas Gerais (Irriganor) e usuários da Bacia do Entre Ribeiros, o projeto conta com a participação de seis empresas de tecnologia responsáveis pela implantação de metodologias para estruturação de um sistema de verificação remota do uso da água.

Leia Também:  Hospital Estadual de Urgência e Emergência dá dicas de alimentação para evitar doenças relacionadas ao inverno

Nesta primeira fase do projeto piloto, estão sendo instalados protótipos compostos por hidrômetros, horímetros e sondas de fluxo residual em propriedades rurais localizadas às margens da Bacia Hidrográfica do Entre Ribeiros. Cada protótipo vai integrar uma Unidade Demonstrativa de Sistema. “Desta forma, poderemos avaliar a melhor resposta e validar o melhor produto, levando em conta o menor custo de implantação, de operação e de manutenção”, afirma a analista de agronegócios do Sebrae Minas, Fabiana Vilela.

Para o diretor-geral do Igam, Marcelo da Fonseca, a instalação dos primeiros protótipos será crucial para demonstrar a viabilidade do projeto. “A partir de agora, os usuários irão visualizar os benefícios da tecnologia para a gestão local da água, e o Igam poderá dar início à construção de um moderno sistema de monitoramento por telemetria, garantindo mais eficiência na gestão das áreas de conflito pelo uso de recursos hídricos”, destaca.

A etapa experimental e as fases posteriores serão acompanhadas por pesquisadores, analistas e especialistas de todas as entidades envolvidas no projeto, tendo como resultado a obtenção da metodologia definitiva de monitoramento. A expectativa é que, ao final do projeto piloto, o sistema seja reproduzido nas demais bacias hidrográficas de Minas Gerais.

Leia Também:  Secretaria de Saúde busca ampliação da testagem para covid-19 no estado

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA