MINAS GERAIS

Minas registra menor taxa de ocupação de leitos desde o início da pandemia

Publicados

em


.

A taxa de ocupação de leitos é um dos indicadores monitorados diariamente para avaliar a situação da covid-19. Em coletiva virtual desta terça-feira (15/9), o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, destacou que Minas Gerais apresenta atualmente as menores taxas de ocupação registradas desde março, quando teve início a pandemia.

De acordo com o secretário, a taxa de ocupação dos leitos de UTI está em 62,36%. São 2.411 leitos utilizados, sendo 865 ocupados por pacientes com suspeita de covid-19. Com relação aos leitos de enfermaria, a ocupação em Minas está em 59,76%, com 1.521 pessoas internadas com suspeita de infecção por coronavírus.

“Esses dados são muito importantes para nós porque representam as menores taxas de ocupação que já tivemos desde o início da epidemia no estado”, destacou Carlos Eduardo Amaral.

Atualmente, estão cadastrados no SUS fácil, em Minas Gerais, 20.926 leitos de enfermaria e 3.902 leitos de UTI.

Leia Também:  Prefeituras de todas as regiões de Minas estão utilizando ferramentas do Regime de Estudo não Presencial

O secretário de Estado de Saúde falou, ainda, sobre o índice de mortalidade por covid-19. “Minas apresenta hoje a menor mortalidade proporcional por cem mil habitantes do país, com o registro de 29,7 óbitos para cada cem mil habitantes. Essas informações reforçam a tendência de queda”, pontuou.

Atual cenário

Carlos Eduardo Amaral explicou que o controle que o estado tem da epidemia é resultado de um trabalho coletivo de toda a sociedade.

“Começamos a ter uma queda nas notificações de óbito e nas solicitações por internação, mas gostaria de reforçar que esse trabalho coletivo de toda a sociedade não deve se encerrar. Todos nós devemos continuar nos cuidando para que possamos manter os mesmos níveis de resultados que tivemos até agora, frisou. 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MINAS GERAIS

Anunciada nova data de reabertura do Parque do Ibitipoca

Publicados

em


O Parque Estadual do Ibitipoca, em Lima Duarte, na Zona da Mata mineira, já tem nova data de reabertura. Funcionários do Instituto Estadual de Florestas (IEF), brigadistas voluntários e militares do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) conseguiram controlar o incêndio que atingia o parque desde o início da semana, razão pela qual a reabertura da unidade de conservação teve de ser adiada. Agora, o Ibitipoca poderá receber visitantes a partir da próxima quarta-feira (7/10).

O diretor-geral do IEF, Antônio Malard, que esteve no local para acompanhar os trabalhos de contenção do fogo, estima que 350 hectares de áreas de vegetação do parque tenham sido consumidas pelas chamas, conforme balanço prévio. Além disso, foram queimados 150 hectares de áreas do entorno da unidade, por onde o fogo começou na noite do último domingo (27/9). Uma avaliação completa ainda será feita após a finalização dos trabalhos de rescaldo. As causas do incêndio ainda são desconhecidas.

A gerente do Parque Estadual do Ibitipoca, Clarice Silva, informa que a recuperação das áreas queimadas deve ocorrer, de maneira natural, a partir da ocorrência de chuva na região. “A maior parte da vegetação atingida é de campo de altitude e campos rupestres em que a regeneração costuma ser muito rápida. Logo após as primeiras chuvas, essas áreas retornarão floridas”, avalia.

Leia Também:  MS registra 1433 novos empregos em junho, com destaque para a Agropecuária e Indústria

Operação conjunta

Durante três dias, foram cerca de 100 pessoas envolvidas no combate às chamas, com utilização de dez veículos, dois helicópteros, dois airtractors (aeronave capaz de despejar água em focos de incêndio), além de uma ambulância da Prefeitura de Lima Duarte que ficou disponível para auxílio às equipes de trabalho. Felizmente, nenhum bombeiro, brigadista, servidor ou funcionário do parque precisou de atendimento médico.

“É importante registrar o sucesso dessa operação, que é fruto da união de esforços”, observa Malard. “Infelizmente tivemos uma área importante do parque atingida, mas o resultado teria sido pior se não fosse essa união”, completa.

Reabertura 

O Ibitipoca receberá até 500 visitantes por dia e todos deverão fazer agendamento prévio. O cadastro será iniciado na próxima segunda-feira (5/10) e o IEF comunicará à população, em seu site, como as inscrições podem ser feitas.

Quem visitar o parque deverá fazer uso de máscara de proteção individual, dispor do seu próprio álcool em gel 70% para higienização das mãos, evitar locais com aglomerações, manter o distanciamento físico de no mínimo dois metros de pessoas que não integram o núcleo familiar e levar a própria garrafa de água.

Leia Também:  Prefeituras de todas as regiões de Minas estão utilizando ferramentas do Regime de Estudo não Presencial

A reabertura dos parques estaduais, autorizada pelo IEF, segue todos os protocolos definidos pelo Comitê Extraordinário Covid-19 e apresentados no plano Minas Consciente para retomada gradual das atividades econômicas, turísticas e sociais.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

GOIÁS

SEGURANÇA

BRASIL E MUNDO

MAIS LIDAS DA SEMANA