Maranhão

IMESC lança Boletim Social intitulado “Os diversos tipos de violência no Maranhão”

Publicados

em


O último Boletim Social do ano de 2020 apresenta informações sobre as mais variadas formas de violência interpessoal no Maranhão. A publicação, que está em sua 5ª edição, foi lançada na quinta-feira (31), pelo Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (IMESC), autarquia vinculada à Secretaria de Estado de Programas Estratégicos (SEPE), desta vez com o tema “Os diversos tipos de violência no Maranhão”.

O presidente do IMESC, Dionatan Carvalho, fala sobre a publicação: “O Boletim mostra que os dados disponibilizados pelo Sistema de Informação de Agravos de Notificação – Sinan, do Ministério da Saúde, apontam que o Maranhão registrou 18.287 casos de violência e que, entre as principais vítimas, estão as mulheres (71,4%), com idade entre 15 e 24 anos (4.529 notificações), no período de 2009 a 2018”.

Em relação ao tipo de violência, a física é a que possui maior quantidade de notificações (44,2% dos casos), seguida da psicológica (22,7%), da sexual (12,8%) e da negligência (11,8%). Quanto aos agressores, os homens são os principais causadores (66,3%), principalmente os amigos e conhecidos da vítima.

Leia Também:  Capital registrou 43% de índice de isolamento social na quinta-feira (13)

A chefa do Departamento de Estudos Populacionais e Sociais, Talita Nascimento, destaca que “a ampliação dos canais de atendimento no Maranhão tem se refletido no aumento das denúncias dos mais diversos tipos de violência, bem como na formulação de políticas públicas de prevenção e combate, tanto na capital, como no interior do estado”.

O Boletim Social do Maranhão fornece indicadores de fontes oficiais sobre temas variados da realidade social, com o objetivo de subsidiar a elaboração, o monitoramento e a avaliação de políticas públicas no Maranhão. Além da publicação, são disponibilizados um infográfico e a base de dados do boletim em formato Excel.

Confira o Boletim na íntegra, clicando no link: http://imesc.ma.gov.br/portal/Post/view/boletim-social-do-maranhao/410

Fonte: Governo MA

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Maranhão

Governador dialoga com chefes dos Poderes, Federação dos Municípios e prefeitos sobre novas ações para combater o coronavírus

Publicados

em


Reunião do Estado com prefeitos, chefes dos Poderes Judiciário e Legislativo, a direção do HUUFMA e a Federação dos Municípios (Foto: Gilson Teixeira)

Nesta segunda-feira (1º) o governador Flávio Dino convidou os prefeitos da Grande Ilha e de Imperatriz, os chefes dos Poderes Judiciário e Legislativo, a direção do Hospital Universitário e a Federação dos Municípios para uma reunião sobre as novas ações de combate ao coronavírus. 

“Estamos descartando a possibilidade de nesse momento haver um lockdown total. O que faremos é uma edição de normas com restrições de certas atividades, inicialmente pelo período de 10 dias, como restrições de grandes aglomerações, eventos que envolvam muitas pessoas, eventos festivos”, disse o governador Flávio Dino.

O governador anunciou ainda que serão intensificadas as fiscalizações, com novas restrições, após reunião com o setor empresarial que acontecerá na terça-feira (2). O novo decreto será editado após a reunião com o setor empresarial.

Reunião do Estado com prefeitos, chefes dos Poderes Judiciário e Legislativo, a direção do HUUFMA e a Federação dos Municípios (Foto: Gilson Teixeira)

“Adotaremos medidas concernentes ao serviço público estadual, como a suspensão do trabalho presencial no serviço público por 10 dias, continuaremos fazendo a expansão de linhas de ônibus, leitos hospitalares, abrangendo estado e prefeituras. Faremos, também, uma força tarefa com os municípios, com a participação dos outros poderes para fiscalizar e punir quem não usar máscaras em vias públicas. Subimos um degrau no nível de restrições, vamos observar por 10 dias e eventualmente adotar ainda mais medida se essas não forem capazes de conter esse ciclo de expansão que infelizmente estamos acompanhando”, garantiu o governador.

Leia Também:  Governo do Maranhão constrói unidade plena do IEMA em Colinas

Durante a reunião, o governador ouviu as demandas de cada município, dialogou com os representantes dos poderes e apresentou o cenário atual, com dados, mostrando crescimento na ocupação dos leitos e aumento da taxa de contágio do coronavírus no Maranhão. Foi divulgada, ainda, a comparação da solicitação de leitos estaduais feita por alguns municípios, como São Luís e Imperatriz, no mês de outubro de 2020 e no mês de fevereiro de 2021. 

Reunião do Estado com prefeitos, chefes dos Poderes Judiciário e Legislativo, a direção do HUUFMA e a Federação dos Municípios (Foto: Gilson Teixeira)

“Em São Luís, em outubro de 2020, foram solicitados 169 leitos da rede estadual. Em fevereiro deste ano, foram feitas 774 solicitações de leitos estaduais. Na cidade de Imperatriz, em outubro do ano passado, foram solicitados 145 leitos. Em fevereiro deste ano esse número subiu para 625”, pontuou o governador durante a apresentação.  

Só nos três primeiros meses deste ano, o Governo do Estado abriu 500 novos leitos exclusivos para a COVID-19. “Temos feito um esforço gigantesco para abrir novos leitos, continuamos apelando para que as medidas preventivas sejam adotadas rigorosamente, como uso de máscaras, evitando aglomerações e mantendo o distanciamento social”, garantiu o governador Flávio Dino.

Leia Também:  IEMA realiza audiências públicas para escolha de cursos técnicos em três novas unidades

Fonte: Governo MA

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA