GOIÁS

E-commerce: nova etiqueta adesiva está disponível

Publicados

em


Para acompanhar as mudanças e avanços do comércio eletrônico ou e-commerce já está em vigor o Documento Auxiliar de Nota Fiscal Eletrônica simplificado (Danfe) no formato etiqueta adesiva.

A medida foi uma resposta do Sistema Nota Fiscal Eletrônica aos pedidos dos empresários do setor, e foi estabelecida por meio da nota técnica 2020.004 no final de agosto. Ao enviar o  produto, o contribuinte pode escolher o modelo antigo ou o novo.

Conhecido pela sigla Danfe, o Documento Auxiliar de Nota Fiscal é uma representação simplificada da Nota Fiscal Eletrônica. Antes ele deveria ser impresso em tamanho A4 e anexado na mercadoria, mas com a normativa teve o tamanho reduzido e pode  ser colado como uma etiqueta adesiva na embalagem do produto, não sendo obrigatório apresentar os dados dos produtos para comprovação da entrega da mercadoria ao destinatário.

De acordo com o Superintendente de informações fiscais (SIF) da Secretaria da Economia, Glaucus Nascimento, a regra de impressão  vale para  operações autorizadas fora do estabelecimento ou de venda a varejo para consumidor final, inclusive comércio eletrônico, venda por telemarketing ou processos semelhantes.

Leia Também:  Mansão de "Um Maluco no Pedaço" está disponível para hospedagem

Além de facilitar o manejo para os empresários, esse novo Danfe também contribui para o meio ambiente, pois implica na utilização de menos papel, o que se justifica já que as informações estão armazenadas eletronicamente.

“É uma avanço para o sistema de notas fiscais eletrônicas”, ressaltou o coordenador de Notas Fiscais da SIF, Antônio Godoi.

Comunicação Setorial – Economia

Fonte: Governo GO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GOIÁS

Governador anuncia inauguração do Hospital de Uruaçu para início do ano que vem

Publicados

em


O governador Ronaldo Caiado anunciou nesta sexta-feira (27/11), durante sua tradicional live nas redes sociais, que o Hospital Regional de Uruaçu será entregue à população no começo do ano que vem. A unidade, detalhou, terá estrutura para a realização de cirurgias, leitos de UTI, enfermaria e ambulatório.

“Será a maior obra da saúde em todo o Médio Norte goiano, com condição de atender essa enorme região, que tinha um vazio completo nessa área”, sentenciou, ao lembrar que o “‘hospital’ foi inaugurado por pelo menos vezes [pela gestão anterior], mas nunca tinha recebido nenhum paciente”. Atualmente, mais de 110 operários trabalham no empreendimento, que teve a execução acelerada nos últimos 11 meses.

Com dois médicos no estúdio – o programa contou com a participação ao vivo do secretário de Estado da Saúde (SES), Ismael Alexandrino –, a apresentadora Marcela Freitas aproveitou para debater o tema que é manchete nos noticiários mundiais em 2020: o novo coronavírus. Alexandrino confirmou o que o governador tem garantido em outras oportunidades: os leitos de UTI distribuídos pelo Estado em todas as regiões permanecem para atendimento à população pós pandemia.

“As ações na saúde do governador Ronaldo Caiado são estruturantes e deixam um legado”, assinalou. Alexandrino exemplificou com números. O Estado saiu de um patamar de cerca de 200 para 700 leitos de UTI. “Aproveitamos o momento de crise para dar lastro do dinheiro que foi investido e colocamos um hospital em cada macrorregião do nosso Estado”, citou. Tal postura, continuou o titular da SES, acelerou ainda mais o processo de regionalização, uma das prioridades de Caiado desde o início do governo.

Leia Também:  Governo de Goiás divulga lista de contemplados do Pró-Atleta 2020

Ainda na área da saúde, o governador ressaltou que toda a estrutura implantada soma-se ao suporte das policlínicas, a exemplo da primeira inaugurada, em Posse, no Nordeste Goiano. “[Os profissionais dessas unidades] vão identificar, diagnosticar, ver se o paciente é crônico, se tem que ter tratamento ambulatorial ou se é aquele que precisa de uma cirurgia. Desta maneira, faremos um mapeamento da saúde de toda a população do Estado de Goiá”, explicou.

Tecnologia 5G

Um dos principais polos de desenvolvimento de inteligência artificial no Brasil, devidamente reconhecido por recentes pesquisas empresariais, Goiás terá o privilégio de ostentar mais uma novidade nessa área tecnológica. O município de Rio Verde, no Sudoste Goiano, será o primeiro do País a oferecer a internet 5G à população. O protagonismo foi confirmado pelo secretário-geral da Governadoria, Adriano da Rocha Lima, em vídeo veiculado durante a live.

“Nós lançaremos essa rede, com uso de licenças experimentais da Agência Nacional de telecomunicações (Anatel), aplicada ao agronegócio. Não é somente ter uma rede 5G em funcionamento. É mais do que isso: ela vai trazer benefícios diretos para o agronegócio com mais automação, conectividade e  produtividade”, listou o auxiliar do primeiro escalão.

A tecnologia, aliás, tem atraído cada vez mais indústrias para o Estado. Os anúncios de investimentos e assinatura de protocolos têm sido constantes na agenda administrativa do governador, mesmo no período da pandemia.

Leia Também:  Goiás tem 1.974 mortes e 83.274 casos confirmados de coronavírus

Além desse chamariz, Caiado citou outros que contribuem para a instalação e ampliação de empreendimentos em solo goiano, como a expansão dos incentivos fiscais conquistada recentemente junto ao governo federal, no caso das montadoras de veículos; a desburocratização de processos; a condição geográfica privilegiada do Estado, equidistante de todas as outras unidades federativas, o que facilita também a distribuição de produtos pelo País; e o complexo logístico em desenvolvimento, com obras estruturantes em rodovias e ferrovias (como a Norte-Sul), a abertura de novos modais aeroviários e a internacionalização do Aeroporto Santa Genoveva em Goiânia.

Os reflexos na economia já podem ser sentidos, avaliou o secretário estadual de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), Adonídio Neto, que também participou com vídeo da live nesta sexta-feira. Ele repercutiu os números de outubro do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). “Tivemos 8.805 empregos, o que dá um resultado para todo o ano acima de 22.500 postos de trabalho em nosso Estado, com destaque para os setores industrial e de construção civil”, informou. Ainda de acordo com ele, também no mês de outubro foi percebida uma recuperação nos setor de comércio e serviços, com a criação de mais de 3 mil empregos em cada área.   
 
Política de habitação, turismo, educação, construção de quadras poliesportivas e democratização do acesso ao crédito foram outros temas abordados durante a live, que contou com a participação e questionamentos dos internautas.

Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

Fonte: Governo GO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

FAMOSOS

DISTRITO FEDERAL

SEGURANÇA

MAIS LIDAS DA SEMANA