GOIÁS

Desarticulado grupo suspeito de furtos e receptação de cargas

Publicados

em


A Polícia Civil de Goiás e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) deflagraram neste domingo (27/09) a Operação Piratas do Volante. A ação teve como objetivo desarticular uma associação criminosa especializada em furto e receptação de cargas de gênero alimentício. Durante a operação, seis pessoas foram presas em flagrante.

O grupo vinha sendo monitorado pela força-tarefa das duas instituições desde julho deste ano e teria sido responsável por mais de cinco furtos mediante fraude e abuso de confiança de grande quantidade de leite em pó. Os crimes ocorreram nos estados de São Paulo e Minas Gerais. Em Goiás, as cargas eram receptadas.

De acordo com o delegado Alexandre Bruno, titular da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (Decar), os furtos contavam com a participação direta dos motoristas encarregados pelos transportes das cargas. “Eles aliciavam os motoristas das transportadoras, convenciam eles a entregar a carga, pagando em torno de 15% a 20% do valor do carregamento e em seguida, os motoristas registravam a ocorrência como se tivessem sido roubados”, pontuou.

Leia Também:  Operação Candombá: Semad multa em quase R$ 2 milhões loteamentos irregulares na região da Chapada dos Veadeiros

Segundo as investigações, os condutores chegavam a receber mais de R$ 20 mil para repassar a mercadoria ao grupo criminoso. Os supostos roubos eram registrados em estados diferentes, para não levantar suspeitas. “A situação se dava em São Paulo, eles registravam em Minas, se ocorria em Minas, eles registravam em São Paulo. Isso para dificultar as investigações da Polícia Civil”, afirmou.

No decorrer da ação, mais de 30 toneladas de leite em pó, furtadas em São Paulo, foram recuperadas. A carga está avaliada em mais de R$ 600 mil. Dentre os seis presos, estão donos de supermercados que fariam a receptação dos produtos, intermediadores e motoristas que auxiliavam nos crimes. As prisões ocorreram em um galpão, no Setor dos Funcionários, em Goiânia.

Os suspeitos deverão responder pelos crimes de receptação e associação criminosa. Ainda de acordo com o delegado, a parceria entre Polícia Civil e PRF tem auxiliado no combate a esse tipo de crime no estado. “Em Goiás nós, pela força-tarefa, temos o costume de checar todas as ocorrências e é o que nos dá a possibilidade de estar diminuindo os roubos e furtos de cargas”, concluiu.

Leia Também:  Consultas e cirurgias eletivas via Ipasgo são retomadas seguindo regras de flexibilização do revezamento 14x14 dias

Comunicação Setorial Secretaria de Segurança Pública

Fonte: Governo GO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GOIÁS

Gacinha Caiado visita Parque Nacional das Emas

Publicados

em


A primeira-dama e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), Gracinha Caiado, visitou na última quarta-feira (28/10), durante ações no Sudoeste do Estado, o Parque Nacional das Emas, maior reserva de Cerrado do país, na divisa dos municípios de Mineiros e Chapadão do Céu. A passagem pelo local foi para conhecer a biodiversidade da fauna e flora e o fenômeno natural da bioluminescência, evento único nos meses de outubro e novembro e, que, em área terrestre em todo planeta, só ocorre em Goiás. A intenção do Governo de Goiás é contribuir para levar ao conhecimento de todos as belezas da região. 

Gracinha, que estava acompanhada dos secretários Andréa Vulcanis (Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável) e César Moura (Retomada), destacou que o Cerrado goiano é cheio de riquezas naturais, com várias espécies de plantas, aves e animais, alguns, inclusive, com risco de extinção. “O parque é maravilhoso. Estamos presenciando aqui araras, veados e gaviões. É uma beleza que todos precisam vir conhecer. E essa maravilha fica aqui no Estado, com acesso por Mineiros ou Chapadão do Céu”, explicou. 

A coordenadora do GPS esclareceu ainda que a reserva é de administração federal, mas que o Estado de Goiás busca contribuir em sua divulgação e ressaltar a importância da conscientização de preservação de áreas como a do parque. 

O passeio foi guiado por Graziele Martins Carneiro, condutora da Associação de Guias de Turismo Filhos do Cerrado, que enalteceu a presença de Gracinha Caiado, por ser a primeira vez que uma primeira-dama vai até a reserva, que tem 132 mil hectares. Ela explica que o parque atrai muitos interessados em ver de perto diversos animais. “E há uma grande possibilidade pela imensidão da área. O parque é rota internacional de observadores de aves. Tem aves que são endêmicas, encontradas só aqui”, lembrou.  

Leia Também:  A pedido do governador, Caixa disponibiliza carência de seis meses para consignados

Um grande atrativo na reserva é a contemplação de um fenômeno raro, a bioluminescência. Ele é provocado pelas larvas de vagalume, depositadas em milhares de cupinzeiros, que nesse período mais úmido, emitem uma luz esverdeada que brilha e atrai diversos insetos e até cupins para fazer a sua alimentação. Mesmo com a insistência da chuva, Gracinha Caiado fez questão de se aproximar e ver de perto o cenário mágico que se estende por uma grande área do Parque Nacional das Emas. 

“É maravilhoso presenciar isso. Estamos embaixo de chuva, mas é uma coisa que vale a pena vir e ver de perto. É impressionante presenciar esse fenômeno”, incentivou Gracinha Caiado. “Fiquei deslumbrada com o que eu vi. É um Cerrado muito diferenciado”, completou Andréa Vulcanis. 

A titular da Semad destacou, ainda, que na região há uma coordenação entre as riquezas naturais e a atividade produtiva. “Que todos possam reconhecer o parque e, ao mesmo tempo, entender que é uma dinâmica econômica que acontece no entorno com a atividade rural, principalmente. E convivem em harmonia graças a todo o trabalho que a gente vem fazendo aqui”, pontuou. 

Leia Também:  Grupo Tático Ambiental (GTA) apreende tartarugas no Rio Araguaia

No parque, a primeira-dama ainda fez um passeio de boia cross no Rio Formoso, outra atração no local. O percurso dura cerca de 30 minutos em uma área de beleza intocável, com vegetação de mata ciliar bem preservada. “São águas calmas, onde você pode encontrar diversos animais. Como a água é muito limpa, podemos ver o fundo do rio e alguns peixes. É um passeio de contemplação”, descreve Thiago Moura Naves, outro condutor da reserva. 

A região recebe cerca de 3 mil visitantes por ano, a maior parte, estrangeiros. São pessoas interessadas em acampar e universitários que buscam conhecer a biodiversidade do Cerrado. De acordo com o chefe do Parque Nacional das Emas, Marcos da Silva Cunha, está sendo feito um planejamento para oferecer mais infraestrutura para atrair até 10 mil visitantes por ano no local. A atuação recebe o apoio da Goiás Turismo. “Incentiva as prefeituras e as empresas privadas a alavancar o turismo”, afirmou. 

Marcos também ressaltou que a ida da primeira-dama Gracinha Caiado e dos secretários prestigia o parque não só na área do turismo como também no aspecto da conservação. “E não só o Parque Nacional das Emas, como outros que têm no Estado de Goiás, que são de muita importância para a humanidade. Aqui é um Patrimônio Natural da Humanidade (Unesco). Temos esse papel importante de preservação da natureza e desse bioma.”
 

Fonte: Governo GO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA