GOIÁS

Caiado e Iris são homenageados pelo apoio ao setor produtivo

Publicados

em


O governador Ronaldo Caiado foi reconhecido, na tarde desta sexta-feira (20/11), pelo seu compromisso com o agronegócio, o principal propulsor da economia goiana. A homenagem, que também se estendeu ao prefeito Iris Rezende, ocorreu durante visita dos governantes à 57ª Exposição Agropecuária de Goiânia. “Governo tem que ter espírito público, com resultados para a população, para quem produz e trabalha. Tenho a honra de participar desse grupo”, declarou Caiado. 

As homenagens partiram da Sociedade Goiana de Pecuária e Agricultura (SGPA), da Associação Goiana do Nelore Goiás e da Exposição Interestadual do Gir Leiteiro (Expogir). O presidente da SGPA e anfitrião do evento, Eurico Velasco, declarou que Iris e Caiado são, além de grandes autoridades, figuras importantes na defesa do produtor rural, em nível nacional. “Dois grandes homens, que sempre fizeram muito”, afirmou. Ele chamou o governador de ídolo e guerreiro, ao entregar a escultura Desbravador. “[Caiado] é uma pessoa com quem aprendo muito, líder nato, que sempre protegeu e protegerá a agropecuária de Goiás e do Brasil.”

Emocionado, Iris comentou que desde criança aprendeu a valorizar o agricultor e o pecuarista, responsáveis por garantir alimento na mesa das famílias. Nesse sentido, estendeu os cumprimentos a Caiado que, em suas palavras, voltou as atenções para a agropecuária desde que assumiu o governo. “Vossa excelência vem dando um show administrativamente. Goiás está tranquilo com o seu futuro nas mãos tão honradas e tão nobres como são as suas”, ressaltou.

Leia Também:  Goiás tem 4.164 mortes e 4.164 casos de coronavírus

Acompanhado da filha Anna Vitória Caiado, o governador agradeceu a oportunidade de ser homenageado ao lado do prefeito, que chega aos 62 anos de vida pública “sem nada que possa macular sua trajetória”. Lembrou da luta dos dois pelo agronegócio, que é de longa data. Iris foi ministro da Agricultura em um momento delicado para o País e, apesar disso, conseguiu “avanço extraordinário”, segundo o governador. “Hoje, o pessoal respeita e reconhece esse setor. Com toda essa crise [devido à pandemia], se não fosse o agro, o que seria da economia brasileira?”, questionou, informando que o setor alimenta 220 milhões de brasileiros e mais de 1 bilhão fora do País. 

Caiado resumiu algumas ações realizadas no setor desde que assumiu o governo, no ano passado, como a criação da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), extinta pelas gestões anteriores. Também mencionou o fortalecimento de entidades importantes para o agro, bem como a criação do Batalhão Rural, por meio da Lei nº 20.488, de 2019. “O homem do campo hoje está podendo viver na sua propriedade com segurança”, assegurou, em referência aos patrulhamentos realizados pela Polícia Militar. 

A 57ª Exposição Agropecuária de Goiânia é realizada sem a participação de público, em função da pandemia. Fazem parte da programação oficial a 1ª Exposição Interestadual de Gir Leiteiro de Goiânia e a 15ª Expoinel Goiás, que reúnem cerca de 500 animais de elite das raças nelore e gir leiteiro. Ao visitar as instalações, o governador colocou o Estado à disposição para receber, no ano que vem, uma edição nacional de exposição de gado gir. “Terá total apoio do governo”, assegurou. 

Leia Também:  Turismo de São Paulo recebe recursos para incentivar a retomada do setor

Até o dia 22 de novembro, o Parque de Exposições de Goiânia será palco de atividades como torneio leiteiro, julgamentos de pista, palestras e fóruns de discussão. O evento recebe cerca de 50 criadores de Goiás, Minas Gerais, São Paulo e Mato Grosso do Sul. 

Também estiveram presentes os secretários de Estado Antônio Carlos de Souza Lima Neto (Seapa), Cristiane Schmidt (Economia) e Rafael Rahif (Esporte e Lazer); os presidentes Hugo Goldfeld (Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás), José Essado Neto (Agência Goiana de Defesa Agropecuária), e Wilmar da Silva Gratão (Centrais de abastecimento de Goiás – Ceasa); o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás, coronel Esmeraldino Jacinto de Lemos; o deputado estadual Amauri Ribeiro; o presidente da Associação Goiana do Nelore (AGN), Silvestre Coelho; além de Joel Fraga e Cláudio Gonzaga, criadores de gir e integrante das comissão organizadora da Expogir; do também criador Luiz Eduardo Branquinho; e vários secretários municipais de Goiânia. 

Fotos: Octacilio Queiroz

Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

Fonte: Governo GO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GOIÁS

Campanha vacina trabalhadores em Goiânia e Região Metropolitana

Publicados

em


A morte de 14 macacos, em decorrência da febre amarela em Goiás, ligou o sinal de alerta no Estado para possíveis contaminações da doença. Para se proteger, a vacinação é o melhor caminho. Diante desse cenário, o Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO), o Serviço Social da Indústria da Construção no Estado de Goiás (Seconci) e as secretarias municipais de Saúde fizeram uma parceria para levar a campanha de vacinação aos trabalhadores de obras em Goiânia e Região Metropolitana.

Além da vacinação contra a febre amarela, os trabalhadores também serão vacinados com a tríplice viral (que protege contra sarampo, caxumba e rubéola), hepatite B, difteria e tétano. Segundo a coordenadora de Ações em Imunização da SES-GO, Allessandra Santana, a parceria com entidades dos setores público e privado é importante para que o Estado alcance as metas de cobertura vacinal, que vêm tendo redução nos últimos anos.

“Em 2020, com a pandemia, vivemos um momento crítico, em que muitas pessoas estão deixando de buscar a vacinação por medo, o que ocasiona uma piora nesta demanda”, destaca a coordenadora.

Outro sinal de alerta neste ano são as mortes de 14 macacos, em decorrência da febre amarela. Segundo Allessandra, isso significa que o vírus está circulando e pode resultar na contaminação daqueles que não se vacinaram. “O Ministério da Saúde estima uma meta de vacinação de 95% de crianças menores de 12 meses contra a febre amarela. Atualmente, alcançamos apenas 63%, um número preocupante”, detalha a coordenadora.

Leia Também:  Em patrulhamento pela região comercial do Setor Marista equipe do 1° BPM recupera carro furtado

“Além do medo de procurar um posto de vacina durante a pandemia, as fake news, a desinformação e a ação de grupos antivacinas fazem com que as pessoas não busquem esse serviço, o que pode contribuir para a volta de muitas doenças que eram consideradas erradicadas, como a poliomielite”, completa Allessandra.
 
Ação nas obras

Para a assistente social do Seconci Goiás, Joicy Lopes, a ação de vacinação nas obras do Seconci Goiás é uma atividade piloto que teve início nesta semana e deve seguir até sexta-feira, 27, entre 8 e 17 horas, nas obras da FR Incorporadora. Objetivo é dar andamento na ação no início de 2021 com as empresas associadas ao Seconci Goiás. Ao todo, a iniciativa busca atingir aproximadamente 10 mil trabalhadores da construção civil.

“A ação desta semana faz parte de um piloto que tem o objetivo de se estender para as demais obras ao longo de 2021. A iniciativa surgiu após a identificação da morte de primatas não humanos (macacos) em função da febre amarela. Para contribuir com uma sociedade mais segura, fizemos essa parceria com a Secretaria Estadual da Saúde, que visa vacinar o maior número possível de trabalhadores do setor”, afirma Joicy Lopes.

Na primeira semana do projeto, devem ser vacinados mais de 600 trabalhadores. A SES-GO e as Secretarias Municipais de Saúde também vão disponibilizar equipe de vacinação e todo material. “Os participantes da ação devem apresentar o cartão de vacinação no momento da triagem, para avaliar a necessidade de receber a aplicação de cada vacina.”, relata Joicy.

Leia Também:  Turismo de São Paulo recebe recursos para incentivar a retomada do setor

Participação

As empresas da construção civil que quiserem participar desse trabalho de vacinação no próximo ano devem entrar em contato com o Seconci Goiás, por meio do departamento de Serviço Social. “A vacinação será totalmente gratuita para os trabalhadores das empresas associadas à entidade. Depois da ação piloto, faremos levantamento dos dados das empresas interessadas, como infraestrutura, número de trabalhadores e endereço dos locais onde será feita a vacinação”, detalha Joicy.

Outras recomendações para a vacinação também devem ser seguidas pelos interessados, como atender às condições adequadas para a imunização: sala limpa e com boa iluminação; ambiente refrigerado; lavatório para higienização das mãos com sabonete líquido e papel toalha; mobiliário para triagem e vacinação. “Por conta da pandemia que estamos enfrentando, serão adotadas todas as medidas de segurança contra a Covid-19 também na ação, como distanciamento social, uso de máscaras e pontos de higienização”, reforça Joicy.

Serviço:
Ação de Vacinação nos canteiros de obras
Data: até sexta-feira (27) das 8h às 17 horas
Locais: obras da FR Incorporadora

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Fonte: Governo GO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA