ESPÍRITO SANTO

Continuam abertas inscrições para VI Semana Estadual de Tecnologia da Informação e Comunicação. Evento on-line e gratuito começa na próxima segunda (19)

Publicados

em


Para os que desejam ficar bem informados sobre as principais tendências da transformação digital, uma boa dica é se inscrever para a VI Semana Estadual de TIC – Tecnologia da Informação e Comunicação. As inscrições podem ser feitas gratuitamente pelo site https://semanatic.prodest.es.gov.br/, onde está disponível a programação.

Todas as palestras serão on-line e realizadas no período de 19 a 23 de outubro. Neste ano, o evento, promovido pelo Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo (Prodest), tem como tema “A Aceleração da Transformação Digital: Tecnologia X Inovação X Produtividade.

A abertura terá a participação do governador do Estado Renato Casagrande, às 16 horas. A primeira palestra será feita pela advogada Patrícia Peck, especialista em Direito Digital. Ela vai abordar o tema “Transformação Digital, entrada em vigor da LGPD e ANPD, e agora?”.

Em seguida, haverá a mesa-redonda com o tema “Novo Normal X Novas Tecnologias X Novos Hábitos”, com a participação de Victor Murad Filho (coordenador de Inovação e Tecnologia da Secretaria de Governo – SEG), de Alexandre Guimarães (subprocurador-geral de Justiça Institucional do Ministério Público do Estado do Espírito Santo – MPES) e de Amarílio Luiz Boni (superintendente da Polícia Rodoviária Federal no Espírito Santo).

Leia Também:  IBGE: 3,4 milhões estavam fora do trabalho na 1ª semana de setembro

A VI Semana Estadual de TIC vai abordar diversos assuntos como o impacto da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) na antecipação de novas tendências tecnológicas, a segurança da urna eletrônica, o profissional do futuro, a aceleração da oferta digital de serviços digitais governamentais, entre outros.

O evento terá como palestrantes e debatedores o consultor de tecnologia Gilberto Sudré; a secretária de Estado de Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional, Cristina Engel; o secretário de Estado de Controle e Transparência, Edmar Camata; o deputado federal Felipe Rigoni; a consultora do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) Beatriz Lanza;  e o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES), desembargador Samuel Meira Brasil.

“Além de temas de grande interesse da sociedade, vamos ter palestrantes e debatedores extremamente qualificados. Esperemos contar com um grande número de participantes, porque o evento será totalmente on-line pela primeira vez”, afirmou o presidente do Prodest, Tasso Lugon.

 

Informações à Imprensa
Assessoria de Comunicação do Prodest
Eric Lopes Menequini
(27) 3636-7159
[email protected]

Fonte: Governo ES

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESPÍRITO SANTO

De cada seis pacientes notificados, um tem resultado positivo para Covid-19 no Estado

Publicados

em


De cada seis pacientes notificados com o novo Coronavírus (Covid-19) no Espírito Santo, um tem resultado positivo. Essa é a média do cenário atual da taxa de positividade de casos notificados no Estado.

A taxa de positividade de casos notificados é a porcentagem do número de todos os casos notificados pela Covid-19, seja por confirmação clínica ou laboratorial, e o quanto dessas notificações tiveram o resultado positivo. A positividade vem apresentando redução sustentada nos últimos três meses. 

Até essa quarta-feira (28), o Espírito Santo registrou 107.651 notificações pela doença até o mês de outubro, segundo dados do Painel Covid-19. Dessas, 15,88% foram confirmadas positivamente. Dessa forma, a cada seis notificações, uma foi positiva. 

“A taxa de positividade é um dos indicadores com os quais trabalhamos para visualizar a tendência do comportamento da doença no nosso território. Desde julho, observamos a redução e, neste mês, podemos atingir uma média abaixo dos 20%, o que não acontece desde março”, informou o gerente de Vigilância em Saúde, Orlei Amaral Cardoso. 

Ainda segundo Cardoso, a redução da taxa de positividade no território capixaba também significa “que o vírus tem circulado menos, mas que não deixa de existir”. “Ampliamos a testagem para todos aqueles que estejam com síndrome gripal e observamos essa redução da positividade. São mais testes sendo realizados, além da busca ativa dos casos, com a testagem dos contatos intradomiciliares. Entretanto, o vírus não deixou de circular e é necessário que mantenhamos todos os cuidados”, alertou o profissional.

Leia Também:  Setor alimentício aumenta faturamento mesmo em período de pandemia

 

Dados de positividade notificados 

De acordo com a última atualização do Painel Covid-19, o Estado notificou, em março, 1.309 casos da doença, apresentando uma positividade, em média, de 11,23%. Nos meses seguintes, foi observado o aumento da taxa. Em abril, a positividade foi para 25,85%, enquanto que, em maio e junho, subiu para 35,57% e 43,13%, respectivamente. 

Em junho, período em que a taxa apresentou maior número durante a pandemia, a cada duas notificações, um tinha resultado positivo. Já em julho, a taxa começou a apresentar uma redução, com 34,33%. Tendência que foi acompanhada nos meses seguintes de agosto, com 27,05,% e, setembro, com 23,99%.

 

Dados de positividade testados 

A taxa de positividade de casos testados também segue a tendência de redução no Estado. Para este indicador, é feita a porcentagem do número de casos testados, por métodos de IGG, IGM, testes rápidos e PCR, e quanto desses testes tiveram resultados positivos.

Em março, com cerca de mil testes realizados, a taxa de positividade era de 11,53%. Passou de 30,92%, em abril, para 46,23%, em maio. Atingindo a maior taxa durante a pandemia em junho, com 48,41%, com cerca de 73 mil testes realizados.

Em julho, a tendência de queda é comprovada. O mês registrou uma taxa de 34,43% de positividade dos casos testados. E segue em baixa nos meses de agosto, com 26,92%, e, setembro, com 23,64%.

Assim como nos casos notificados, a positividade em casos testados pode fechar o mês de outubro abaixo dos 20%. Até esta quinta-feira (29), a taxa está em 17,17%, com cerca de 101 mil testes realizados em todo Estado.

Leia Também:  Funtrab abre semana com 1.121 vagas de emprego; 421 são para Campo Grande

 

Cuidados permanecem 

Segundo o médico infectologista e referência técnica do Núcleo Especial de Vigilância Epidemiológica da Secretaria da Saúde, Raphael Lubiana Zanotti, os cuidados devem permanecer, mesmo no cenário atual. 

“A pandemia vai acabar, mas o mais provável é que continue a existir um pequeno número de casos de Covid-19, mesmo com o surgimento de uma provável vacina. Vamos ter de conviver com o vírus. Novos hábitos vieram para ficar”, destacou o médico.

Cuidados como manter a etiqueta respiratória, uso de máscaras e higienização de mãos e objetos são e continuarão sendo essenciais. “Lavar as mãos com frequência será um hábito importante para evitar a transmissão da Covid-19, e também de uma série de doenças infecciosas. Assim como o uso regular do álcool em gel. Ao espirrar ou tossir, cobrir o nariz ou a boca para que as partículas não se espalhem pelo ar é um hábito extremamente importante que deve ser regra agora”, explicou Raphael Zanotti.

 

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação da Sesa
Syria Luppi / Kárita Iana / Paula Lima / Luciana Almeida / Thaísa Côrtes
(27) 3347-5642 / 3347-5643
[email protected]

Fonte: Governo ES

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA