DISTRITO FEDERAL

Plano de vacinação contra Covid-19 avalia estratégias

Publicados

em


Nesta terça-feira (12), a Comissão se reuniu para apresentar ao secretário de Saúde, Osnei Okumoto e ao secretário adjunto de Assistência, Petrus Sanchez, o plano de execução de cada etapa, nível de ativação e questões organizacionais | Foto: Geovana Albuquerque / Agência Saúde

A Secretaria de Saúde está mobilizando todas as áreas necessárias para planejar as estratégias que serão utilizadas quando as doses de vacina contra Covid-19 estiverem disponíveis à população, seguindo o que foi determinado no Plano Estratégico e Operacional da Vacinação contra a Covid-19 no Distrito Federal, amplamente divulgado e que está disponível no site da pasta.

Para facilitar no planejamento e tomada de decisões, além de auxiliar no trabalho conjunto, foi criada, na última sexta-feira (8), uma Comissão de Acompanhamento do Plano Estratégico e Operacional da Vacinação contra a Covid-19 no Distrito Federal.

Nesta terça-feira (12), a Comissão se reuniu para apresentar ao secretário de Saúde, Osnei Okumoto e ao secretário adjunto de Assistência, Petrus Sanchez, o plano de execução de cada etapa, nível de ativação e questões organizacionais.

O coordenador substituto de Atenção Primária à Saúde, José Eudes Barroso, informou que foi feito o levantamento do quantitativo de público-alvo de cada fase, e a expectativa é que sejam vacinadas, ao término das três fases, cerca de 620 mil pessoas.

Leia Também:  Hospital de campanha integrará grupo de pesquisa internacional

“A primeira fase está prevista a vacinação de 202.351 pessoas do grupo prioritário. Para a segunda etapa, a estimativa é de 265.271 pessoas vacinadas e no grupo da terceira fase, 150.190 pessoas”, explica. Também foi definida na reunião que os documentos necessários para a vacinação serão CPF, crachá (servidores da Saúde) e registro do Conselho de Classe (no caso de profissionais da saúde da iniciativa privada) e contracheque para servidores da Educação e Segurança.

Algumas questões estratégicas com relação à otimização de recursos humanos e materiais estão sendo definidas pelas áreas. As estratégias de vacinação já contemplam todos os cenários possíveis que possam ocorrer, a partir do quantitativo de doses enviadas. Além disso, as superintendências serão responsáveis por suas regiões de Saúde. A Secretaria de Saúde também pretende mobilizar voluntários e instituições parceiras.

“O início da vacinação vai seguir as datas previstas pelo plano do Ministério da Saúde. Assim que as doses chegarem, a Secretaria de Saúde estará apta a iniciar a vacinação para os grupos da primeira fase”, informa o secretário adjunto de Assistência, Petrus Sanchez.

Leia Também:  Plantio de árvores homenageia vítimas da Covid-19 e fortalece o cerrado

Foi confirmado pela Comissão que, a partir de 18 de janeiro, começará o treinamento com todos os responsáveis pela aplicação de vacinas, pois será necessário além de cadastrar no sistema, passar as informações à população com relação aos possíveis efeitos adversos da vacina.

A Comissão é composta por membros da Subsecretaria de Vigilância à Saúde (SVS), da Assessoria de Comunicação (Ascom), da Subsecretaria de Atenção Integral à Saúde (Sais), Secretaria Adjunta de Assistência (SAA), Subsecretaria de Gestão de Pessoas (Sugep) e Subsecretaria de Logística (Sulog).

* Com informações da Secretaria de Saúde

Fonte: Governo DF

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

DISTRITO FEDERAL

Mais conforto para quem procura emprego

Publicados

em


A Agência do Trabalhador da SCS vai se mudar para a 511 Norte | Foto: Lúcio Bernardo Jr / Agência Brasília

A partir de 1º de fevereiro, a Agência do Trabalhador do Plano Piloto vai mudar de endereço. Os atendimentos, que antes eram no Setor Comercial Sul (SCS), passarão a ser feitos na 511 Norte.

O horário de atendimento, no entanto, permanece o mesmo: de segunda a sexta-feira das 8h às 17h. Em 2020, a Agência do Plano Piloto atendeu 19 mil pessoas, que agora terão mais conforto ao buscar uma vaga no mercado de trabalho.

Segundo a Setrab, o espaço atual não comporta mais o investimento logístico, estrutural e estratégico pensado para a secretaria. O secretário de Trabalho Thales Mendes Ferreira afirma que o espaço maior vai permitir que o cidadão tenha acesso a outros serviços da secretaria, como capacitação profissional e acesso ao microcrédito.

A agência também poderá ser usada por empresas que quiserem realizar entrevistas no local. “Será um novo conceito de agência”, afirma. Além disso, a mudança para a Asa Norte será uma forma de descentralizar o atendimento. “Na Asa Sul, temos a agência da 112, que atende prioritariamente pessoas com deficiência, mas está disponível para toda a população”, explica.

Leia Também:  Governo do Estado amplia 170 leitos de UTI Covid na Bahia e anuncia medidas de contenção do coronavirus

Com a mudança, a Secretaria de Trabalho (Setrab) vai ocupar uma área de mais de 5 mil metros quadrados, um espaço praticamente o dobro da atual. O espaço maior também vai permitir que os servidores cumpram o protocolo de segurança em razão da pandemia do coronavírus, como o distanciamento social.

Preocupado com o fomento da economia local, com ênfase na geração de emprego e renda, fortaleceu a pasta que, até início de 2019, era uma Secretaria Adjunta da antiga Secretaria de Estado do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos (Sedestmidh). Com a transformação em uma secretaria de estado, a Setrab ganhou nova estrutura, com seis subsecretarias e um aumento considerável no quadro de pessoal.

O novo prédio também é mais moderno e atenderá a estratégia de investimento tecnológico, de modernização, acessibilidade e sustentabilidade pensada para o novo modelo inteligente e inovador da Setrab.

Agência Plano Piloto
Setor de Edifícios de Utilidade Pública Norte
SEPN, quadra 511, bloco A – Asa Norte
Aberta de segunda a sexta, das 8h às 17h.

Leia Também:  22 mil voluntários testarão vacinas da Covid-19 em sete estados e no DF
Fonte: Governo DF

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA