DISTRITO FEDERAL

Paróquia Santa Luzia é eleita cartão postal de Samambaia

Publicados

em


.
A Paróquia Santa Luzia, ou Igreja da Barca, foi fundada em 1996 e fica na Quadra 304 de Samambaia | Foto: Acácio Pinheiro

Não é só mais uma simples igreja. E, sim, uma referência no imaginário dos moradores de Samambaia. Desde 1996, a Paróquia Santa Luzia – ou a “Igreja da Barca” – se tornou um templo de fé, mas também um ponto de referência da cidade. Essa semana a população local lhe rendeu mais um título: elegeu a paróquia o cartão postal de Samambaia.

No dia 31 de agosto, a Administração Regional abriu uma votação para escolher o ícone que representa a região e seus cerca de 300 mil moradores. Por meio de um formulário na internet e pelas redes sociais, foi possível escolher entre sete monumentos que simbolizam Samambaia. Com quase 40% dos votos, deu a paróquia na cabeça.

“Existiam sete opções de possíveis cartões postais. Mas desde o início, nos grupos de moradores, víamos muitos comentários sobre a igreja. Podemos dizer que Samambaia ganha uma identidade, a de ter um monumento único como a Igreja da Barca”, afirma o administrador Gustavo Aires.

Dentre 4.103 votos, a paróquia foi escolhida por 1.396 pessoas.Ela superou espaços esportivos como o Centro Olímpico e o Estádio de futebol Rorizão. Além do Chafariz, o Complexo Cultural, o Parque Três Meninas e o disputado Restaurante Comunitário.

Construída no formato de um navio, com janelas no casco que remetem à uma embarcação, o novo cartão postal de Samambaia logo ganhou o apelido de barca. Por dentro, estas janelas têm representações de santos. Alguns moradores ainda não rezaram por ali, mas sempre usam a Igreja da Barca quando querem apontar um local próximo.

Leia Também:  Em 19 meses, número de câmeras de videomonitoramento aumenta 47% no DF

“Foi também na época do filme Titanic. O órgão público que seria a referência de endereço era o fórum, mas só se lembra da Igreja da Barca”, conta o membro da Pastoral da igreja, Leandro Alves .

“Se tornar cartão-postal é um orgulho pra nós paroquianos. Uma igreja longe do centro de Brasília, frequentada por gente mais simples, sendo reconhecida. Ficamos felizes”, complementa ele, que presenciou a fundação do templo há 24 anos.

Turismo religioso

Os arredores da paróquia têm recebido a atenção da administração, até mesmo pela intensa movimentação. “O local é bem urbanizado, passa por limpeza e manutenção constantes. Fizemos, recentemente, a troca de um abrigo de passageiros, com acessibilidade e baia recuada em frente à igreja”, explica o administrador.

E o reconhecimento chama a atenção para que a Santa Luzia possa entrar de vez na rota do turismo religioso do DF. “Muito legal esse reconhecimento a um monumento importante da cidade. É a valorização da cultura e da história de Samambaia. Dentro do turismo religioso, estamos definindo um roteiro de procissões que seguirão do Plano Piloto para as RAs e vamos incluir a Paróquia Santa Luzia”, destaca a secretária de Turismo Vanessa Mendonça.

Leia Também:  DOF passa a atuar nos municípios de Nova Andradina e Santa Rita do Pardo
| Foto: Acácio Pinheiro

A igreja

A Santa Luzia foi criada no dia 19 de março de 1996. Antes de se tornar uma paróquia, era apenas uma pequena capela de “madeirite” na QS 304, em Samambaia. Possui 53 metros de comprimento e 24 metros de largura e missas todos os dias da semana. Tem capacidade para 960 pessoas sentadas.

Segundo o padre italiano Alberto Trombini, idealizador do projeto, a igreja é uma metáfora da Arca de Noé, construída para resgatar a alma das pessoas.

O interior da paróquia segue a mesma linha arquitetônica nas janelas, na sacristia, na casa do padre, e seu altar é uma réplica da igreja esculpida em mármore. A torre da igreja tem uma visão privilegiada de Samambaia e das cidades vizinhas.

Além do templo religioso, a creche Santa Luzia também foi construída no local e atende crianças em situação de vulnerabilidade.

Resultado da votação

1º LUGAR: Igreja Santa Luzia – 1.396 votos
2º LUGAR: Parque 3 Meninas – 993 votos
3º LUGAR: Chafariz – 538 votos
4º LUGAR: Complexo Cultural – 377 votos
5º LUGAR: Centro Olímpico Rei Pelé – 283
6º LUGAR: Restaurante Comunitário – 268 votos
7º LUGAR: Estádio Rorizão – 248 votos

Fonte: Governo DF

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

DISTRITO FEDERAL

GDF Presente reforça limpeza nas ruas do Park Way

Publicados

em


No Park Way, as equipes do GDF Presente limparam meios-fios e canaletas| Foto: Divulgação

O GDF Presente encerrou uma etapa de várias ações pelas ruas do Park Way. As equipes do Polo Central Adjacente II, em parceria com a Administração Regional, o Departamento de Trânsito (Detran) e o Serviço de Limpeza Urbana (SLU), realizaram diversos serviços e trouxeram mais limpeza e conforto para os moradores da região.

Caminhões do programa e da administração circularam pelas ruas Park Way nos últimos dias e recolheram cerca de 370 toneladas de entulhos e inservíveis nas quadras 3, 4, 14, 15, 16 e 18 a 25, além do Núcleo Rural Vargem Bonita. Na sexta (25), o SLU realizou a pintura de meios-fios na quadra 14, em frente à Feirinha, e nas quadras 15, 16, e 18 a 25.

Outro serviço que ganhou destaque foi a limpeza e sanitização. “Limpamos todas as paradas de ônibus do Park Way e também os pontos de encontro comunitários (PEC) das quadras 3, 5, 25, 26 e 28”, explica o coordenador do Polo Central Adjacente II, Rodrigo Soares. Além de água, as equipes utilizaram o hipoclorito de sódio (solução de água sanitária), um dos protocolos de segurança para evitar a proliferação do novo coronavírus.

Leia Também:  Observatório da Mulher será lançado na segunda-feira (29)

O GDF Presente também atuou em serviços voltados ao reforço da segurança de trânsito nas ruas do Park Way. Junto com o Detran, as equipes instalaram 41 placas de sinalização vertical, reforçando a sinalização para carros e pedestres. Além disso, mais de 200 faixas irregulares foram retiradas de canteiros, balões e calçadas.

Com o início das chuvas, o GDF Presente também trabalhou em prol do escoamento das águas pluviais nas ruas da região. Para isso, 32 bocas de lobo da quadra 7 passaram por uma grande limpeza, na qual foram retiradas seis toneladas de lixo, material orgânico e até pneus. Outros 40 meios-fios vazados e canaletas também receberam o mesmo tratamento.

O gerente de obras da administração regional, Wesley Gomes Vieira, explica a importância da limpeza dos meios-fios vazados e canaletas: “Em alguns pontos da região, não há ligação com as galerias de águas pluviais, então é importante manter essas estruturas limpas pois elas levam a água do asfalto para os gramados”.

O administrador regional do Park Way, Maurício Tomaz da Silva, elogiou a presença do GDF Presente na última semana e ressalta o auxílio que as equipes trouxeram para o trabalho da administração como um todo. “Foi uma semana muito produtiva e de intensa fiscalização, realizamos a desmobilização de loteamentos irregulares nas quadras 12 e 16, e isso foi possível com a presença da força-tarefa na cidade”, ressalta.

Leia Também:  Traficante de drogas é preso após vender droga em frente de casa em Samambaia

Mais limpeza no Plano Piloto

Nove toneladas de terra, lixo e materiais orgânicos foram retirados de bocas de lobo na Asa Norte| Foto: Divulgação

Continuando o mutirão de limpeza que vem sendo realizado em diversas áreas do Plano Piloto, o GDF Presente esteve nesta sexta (25) na Asa Norte. As equipes do Polo Central Adjacente I percorreram o Eixinho W Norte entre as quadras 316 e 307 e retiraram nove toneladas de terra, lixo e materiais orgânicos de 42 bocas de lobo, além de terem trocado as tampas de outras quatro.

Já na quadra 11 do Varjão, os caminhões do GDF Presente auxiliaram no recolhimento de 26 toneladas de inservíveis das ruas e calçadas.

Fonte: Governo DF

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

GOIÁS

SEGURANÇA

BRASIL E MUNDO

MAIS LIDAS DA SEMANA