DISTRITO FEDERAL

No Recanto, 30 mil alunos encontrarão escolas reformadas

Publicados

em


A regional de ensino do Recanto das Emas comemora o ano de 2020. Apesar da pandemia, as obras não pararam e os investimentos em reforma chegaram  a R$ 5 milhões. Nesta sexta-feira (4), o secretário de Educação, Leandro Cruz, visitou escolas da regional para ver as melhorias de perto e ouvir as demandas dos gestores escolares. Também neste mesmo dia houve um avanço importante para o atendimento de uma antiga demanda da regional, a construção de uma nova escola classe na Quadra 304.

“Nosso objetivo é que tenhamos uma proximidade tão grande que vocês se sintam na administração da Secretaria, que estejamos tão perto que vocês tenham a percepção de que estamos junto com vocês, no chão da escola, no seu dia a dia. Que possamos ter condições de trocar cada dificuldade e cada vitória”, disse Leandro Cruz ao grupo de gestores que se reuniu na primeira parada, o Centro de Ensino Fundamental 301, que atende 950 estudantes dos anos iniciais.

O secretário de Educação Leandro Cruz conferiu as reformas das escolas do Recanto das Emas, como o CEI 304 | Fotos: Mary Leal / Secretaria de Educação

O secretário executivo da SEEDF, professor Fábio Sousa,  também destacou a importância da iniciativa de aproximação com as escolas. “Estamos fazendo uma escuta ativa, ouvindo os gestores para solucionar problemas que existem e evitar que outros aconteçam, além de conhecermos as potencialidades de cada unidade nossa”, disse.

Essa foi a quarta regional visitada pelo secretário Leandro Cruz. Ele já esteve em  Brazlândia, Santa Maria e Ceilândia.

Nova escola

Nesta sexta-feira, o Diário Oficial do DF publicou o edital de licitação para a construção da Escola Classe da Quadra 304, que será realizada pela Novacap, com recursos e projeto da Secretaria de Educação. Leandro Cruz visitou o terreno de 8.900 m², que fica ao lado do Centro de Educação Infantil 304.

Leia Também:  Falta pouco para a conclusão da ciclovia do Trevo de Triagem Norte

“Temos uma demanda muito grande, porque não há nenhuma escola sequencial para receber as crianças que saem da educação infantil. Além disto, vai haver um aumento pela procura em razão do fechamento de 11 das 15 escolas particulares que havia no Recanto das Emas”, informou o coordenador regional de ensino, Leandro Freire Lima, que acompanhou todas as visitas.

A nova unidade terá capacidade para receber 1.200 estudantes, nos turnos matutino e vespertino.

Educação Infantil

O Centro de Educação Infantil 304 foi a terceira parada. A unidade recebeu benfeitorias este ano como pintura geral, revitalização do piso e construção da cobertura da quadra poliesportiva. De acordo com a diretora Eneida Pessoa , a escola conseguiu ainda garantir equipamentos, como impressora, duplicadores e datashow para atender os 472 estudantes e 32 professores do CEI.

Ensino Médio

No Centro de Ensino Médio 111, a escola passou por pintura geral e vai ganhar duas quadras cobertas.  São 26 salas de aula para 1,7 mil estudantes do Ensino Médio e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) – todas com ar condicionado e monitoramento com câmera. Os banheiros foram todos reformados, bem como o mobiliário da unidade. “A gente se orgulha em dizer que aqui é uma escola onde não temos nenhum caso de vandalismo, contamos com o apoio dos estudantes e de toda a comunidade escolar”, comemora o diretor Laécio Alves Franco.

Leia Também:  Vigilância Sanitária vistoria mais de 800 bares e restaurantes em agosto

Ensino Fundamental

Responsável pela educação de 950 estudantes, com a ajuda de 54 professores, o Centro de Ensino Fundamental 101 do Recanto das Emas segue renovando espaços. A escola já passou por algumas reformas, como a da caixa d’água; do laboratório de informática; a pintura das grades e da fachada; isolamento acústico; construção da rampa de acessibilidade e da biblioteca, além de melhorias na cozinha e mais.

“De 2019 para cá, mudamos muito. Desde o portão até à sala de aula, a escola ganhou vida nova, com ambientes que não existiam. Hoje, a gente tem uma estrutura que vai dar possibilidades aos professores de fazer um trabalho muito melhor do que eles vinham fazendo. Não haverá mais improvisos, eles terão realmente condições de desenvolver o ensino a partir de uma estrutura muito mais interessante”, com o diretor que assumiu o cargo em 2020, Paulo Roberto Cruzes Santos.

Reformas a todo vapor

Em todas as escolas do Recanto das Emas já foram instalados lavatórios como parte do protocolo de biossegurança contra a disseminação do novo coronavírus. Este ano a regional recebeu R$ 5 milhões, entre recursos do Programa de Descentralização Financeira e Orçamentária (PDAF), tanto da Secretaria de Educação quanto de emendas parlamentares, e, também, do contrato de manutenção mantido pela SEEDF. As obras, reparos e reformas beneficiaram 30 mil estudantes das 29 escolas da regional.

*Com informações da Secretaria de Educação
Fonte: Governo DF

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

DISTRITO FEDERAL

Elaborado Plano de Desenvolvimento Rural do DF

Publicados

em


Plano será elaborado em conjunto, por meio de cooperação técnica dos órgãos envolvidos | Foto: Divulgação/Seagri

Profissionais e autoridades do setor agropecuário local e nacional se reuniram, sexta-feira (15), no auditório da Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (Seagri) em torno do debate de estratégias para criação do Plano de Desenvolvimento Rural do Distrito Federal.

“A união dos órgãos governamentais, classe produtiva e instituições técnico-científicas sinaliza a integração de esforços para um planejamento rural prolongado, para um período de 20 anos”, afirmou o secretário de Agricultura, Candido Teles de Araújo. Segundo ele, o Plano de Desenvolvimento Rural do DF estabelecerá os eixos de desenvolvimento sustentável da agropecuária local, oferecendo condições estruturantes para que a população do campo possa ter um planejamento de suas atividades em longo prazo.

“A união dos órgãos governamentais, classe produtiva e instituições técnico-científicas sinaliza a integração de esforços para um planejamento rural prolongado, para um período de 20 anos”Candido Teles de Araújo, secretário de Agricultura

Ficou definido que início do projeto se dará por meio de cooperação técnica entre as áreas envolvidas. “Eu vejo que isso vai avançar rápido, e a gente poderá ter um desenho do que queremos nos próximos 20 anos para as pessoas que trabalham e moram no campo”, destacou o titular da Seagri.

Leia Também:  Vigilância Sanitária vistoria mais de 800 bares e restaurantes em agosto

Além das equipes da Seagri, o encontro contou com a participação de representantes da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do DF (Emater), Centrais de Abastecimento do DF (Ceasa), Parque Granja do Torto (PGT), Federação da Agricultura e Pecuária do DF  (Fape), Superintendência Federal de Agricultura do Distrito Federal (SFA-DF/Mapa), Secretaria de Empreendedorismo (Semp), Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do DF (Adasa), Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Universidade de Brasília (UnB), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Cerrados e Embrapa Hortaliças) e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do DF (Senar). Representando o Legislativo, também esteve presente o deputado distrital Roosevelt Vilela.

* Com informações da Seagri

Fonte: Governo DF

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA