DISTRITO FEDERAL

DF garante suprimento de oxigênio

Publicados

em


O Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) está em dia com os estoques de oxigênio do Hospital de Base (HB), Hospital de Santa Maria (HRSM) e unidades de pronto atendimento (UPAs). A cada dois dias, a substância vem sendo reposta pela empresa IBG.

“Um tanque leva o oxigênio diretamente para os ductos hospitalares e outro tanque fica de reserva, para os casos de consumo acima do habitual; sendo assim, as unidades ainda contam com 15 dias de oxigênio extra”, explica o superintendente do HB, Lucas Seixas.

Hospital de Base

O HB está atualmente com um estoque de 14.006 m3 de oxigênio no tanque principal, 5.688 m3 de oxigênio no tanque de backup e 55 cilindros de transporte cheios para substituição nos setores. A capacidade é de 19.095 m3 de oxigênio no tanque principal, 5.688 m3 de oxigênio no tanque de backup, 150 cilindros de oxigênio, sendo 82 cilindros nos setores assistenciais e 68 em estoque para troca.

Leia Também:  Hospital de Base compartilha informação médica pelo Brasil

“Desde abril de 2020, o gabinete de crise da pandemia realiza reuniões diárias e os estoques de oxigênio são diariamente vistoriados”, assegura o gestor do HB.

Hospital de Santa Maria

No HRSM, o tanque principal, de 25.500 m3, atualmente está com 95% cheio. O tanque de backup, por sua vez, tem 5.000m3 e se encontra 100% cheio. Todos os setores do hospital estão assistidos, e, além dos tanques que já se encontram nos setores, existe uma reserva 30 cilindros de 1m3 e mais 5 cilindros de 10m3.

Os cilindros são abastecidos a cada 48 horas, e os tanques são abastecidos a cada dez dias. Em caso de necessidade, a IBG é acionada e atende prontamente.

* Com informações do Iges-DF

Fonte: Governo DF

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

DISTRITO FEDERAL

Saúde remobiliza mais 30 leitos de UTI Covid nesta segunda-feira

Publicados

em


No sábado, 20 leitos no Hospital Regional da Asa Norte entraram em funcionamento| Foto: Geovana Albuquerque/Secretaria de Saúde

A Secretaria de Saúde ampliou a oferta de leitos de UTI Covid no Distrito Federal. Desde a última sexta-feira (26), a pasta já mobilizou 66 leitos em hospitais públicos e privados contratados.

66leitos de UTI Covid foram mobilizados desde sexta-feira (26)

O Comitê de Crise da Secretaria de Saúde, reunido na noite deste domingo (29), conseguiu organizar o sistema da rede pública para que, na manhã desta segunda-feira (1º/3), pudessem entrar em operação 20 leitos no Hospital Regional do Gama e dez no Hospital Regional de Ceilândia.

O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, lembrou que, na sexta-feira (26), passaram a funcionar sete leitos no Hospital Regional de Samambaia, cinco no Hospital Home e quatro no Hospital Daher. No sábado, 20 leitos no Hospital Regional da Asa Norte também entraram em funcionamento.

“Estamos reunindo todas as nossas forças e contando com a colaboração inestimável dos profissionais de saúde da secretaria para alcançarmos o objetivo de abrir mais leitos de UTI para a população”Osnei Okumoto, secretário de Saúde

“Por determinação do governador Ibaneis Rocha, estamos reunindo todas as nossas forças e contando com a colaboração inestimável dos profissionais de saúde da secretaria para alcançarmos o objetivo de abrir mais leitos de UTI para a população”, explicou Okumoto.

Leia Também:  Bahia garante regularização ambiental de povos e comunidades tradicionais

A pasta informa que trabalha para ampliar a oferta de leitos com suporte de ventilação mecânica para assistir à população do DF que necessita de cuidados intensivos no tratamento da Covid-19. Serão mobilizados mais leitos ao longo desta semana.

*Com informações da Secretaria de Saúde

Fonte: Governo DF

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA