CEARÁ

ZPE Ceará fecha 2020 com alta na movimentação de minério de ferro e placas de aço

Publicados

em


A Zona de Processamento de Exportação (ZPE) do Ceará, empresa subsidiária do Complexo do Pecém (CIPP S/A), encerrou o último mês de 2020 com avanço na movimentação de duas de suas principais cargas. Em dezembro, 330.600 toneladas (t) de minério de ferro passaram pelos gates da companhia, alta de 15,3% ante o mesmo mês de 2019. No mesmo período, a movimentação das placas de aço produzidas pela Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) atingiu 274.232 t, crescimento de 19,6% na comparação com dezembro do ano anterior.

Um dos principais insumos utilizados na produção da ZPE Ceará, o minério de ferro, encerrou 2020 com uma movimentação total de 4,22 milhões de toneladas. Outra importante matéria-prima da companhia, o carvão mineral, atingiu 1,97 milhão de toneladas ao longo do ano, enquanto a movimentação de placas de aço, produto bastante exportado, via Porto do Pecém, para diversos países ao redor do mundo, fechou 2020 atingindo o patamar de aproximadamente 2,7 milhões de toneladas.

Balanço de 2020

No acumulado do ano, a movimentação de cargas na ZPE Ceará atingiu 11,3 milhões de toneladas, queda de 7,6% na comparação com as 12,2 milhões de toneladas registradas em 2019. Para a diretora de operações da ZPE Ceará, Andréa Freitas, o principal responsável pelo recuo foi a crise econômica global desencadeada pela pandemia da Covid-19, que freou negócios em todo o mundo. Segundo ela, mesmo diante das dificuldades de 2020, a companhia se manteve firme e operante, obtendo resultados expressivos ao longo do ano.

Leia Também:  Alunos de Colégio da Polícia Militar do Ceará conquistam 98 medalhas em Olimpíada Nacional de Astronomia e Astronáutica

“Vivemos um ano atípico e cheio de desafios nunca antes vistos. Dentro dessa realidade, já esperávamos uma queda na movimentação de cargas, mas, com o trabalho de todos os colaboradores e empresas instaladas, que seguiram os protocolos de segurança e cuidados necessários neste cenário, conseguimos minimizar os impactos negativos e fechar 2020 com números expressivos, superando a marca de 11 milhões de toneladas movimentadas”, destaca Andréa.

Em 2020, a ZPE Ceará, única Zona de Processamento de Exportação atualmente em operação no Brasil, também atingiu a marca significativa de 50 milhões de toneladas movimentadas em sua história. Com o fechamento do ano, a companhia ampliou este número e alcançou 52,8 milhões de toneladas movimentadas em quase cinco anos de operação, posto que a produção foi iniciada em agosto de 2016.

Exportações e importações

Entre os principais destinos das mercadorias produzidas pela ZPE Ceará em 2020, o grande destaque foram os Estados Unidos, que receberam 892.000 toneladas de itens processados na empresa ao longo do ano. Ainda no acumulado de janeiro a dezembro, a ZPE cearense exportou um total de 2,22 milhões de toneladas, tendo como destaque, também, os mercados da China (444.120 t), Canadá (208.442 t), Coréia do Sul (190.268 t) e Bélgica (168.505 t).

Leia Também:  PMDF prende dupla no momento que trocavam placas de carro furtado

No que diz respeito às importações, os principais parceiros comerciais da ZPE Ceará, em 2020, foram Estados Unidos (1,2 milhão de t), Rússia (522.445 t) e Turquia (144.632 t), que ajudaram a empresa a receber um total de 2,20 milhões de toneladas ao longo do ano, principalmente para servirem de insumos para a produção local de suas empresas instaladas.

Fonte: Governo CE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CEARÁ

SSPDS e Associação de Motoristas de Aplicativo se reúnem para discutir resultados e ações

Publicados

em


Seguindo com os diálogos que objetivam a segurança de motoristas que prestam serviço aos aplicativos e também passageiros, a cúpula da Segurança Pública cearense se reuniu, mais uma vez, com os representantes da Associação de Motoristas Privados Individuais de Passageiros do Ceará (AMPIP/CE), nessa quinta-feira (21), em Fortaleza. Durante o encontro foram iniciadas as tratativas para integração de sistemas e troca de informações em tempo real entre os veículos e a Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), demanda proposta pela própria Secretaria no ano passado em encontros anteriores com a categoria. A reunião também tratou do aprimoramento do trabalho ostensivo e preventivo das Polícias.

O secretário da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Sandro Caron; o delegado geral da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), Marcus Rattacaso; e o coronel comandante geral da Polícia Militar do Ceará (PMCE), Márcio de Oliveira, compuseram a mesa. Em razão da integração de sistemas, também participaram o coordenador de Operações de Segurança (Ciops), coronel Aristóteles Coelho; e o coordenador de Tecnologia da Informação e Comunicação (Cotic), Luciano Freire.

“Essa reunião já vem de uma continuidade de encontros mensais ocorridos no ano passado para estabelecer estratégias em que a Secretaria mantém um permanente diálogo com os representantes das categorias de motoristas de aplicativo, sempre buscando a segurança de todos os cidadãos do Estado do Ceará, a esses profissionais e a todos aqueles que utilizam esse serviço. A iniciativa vem dentro de um permanente diálogo na busca de estratégias sempre pelo bem da sociedade”, destacou Sandro Caron, secretário da SSPDS.

Leia Também:  Feira Virtual de Quixeramobim estimula profissionalização da agricultura familiar

O gestor aproveitou para ressaltar a Operação Corrida Segura, que ocorre desde 2020 na Grande Fortaleza. Em uma dessas ações, ocorridas nessa quarta-feira (20), policiais militares lotados no Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio) da PMCE efetuaram a prisão de Felipe Tavares do Nascimento, 24 anos, quando este se preparava para roubar um motorista, no bairro Bom Jardim, em Fortaleza. O suspeito já responde criminalmente por tentativa de homicídio, receptação, associação criminosa, porte ilegal de arma de fogo de uso permitido e de uso restrito. Com ele, foi encontrado um simulacro utilizado para ameaçar a vítima. O flagrante foi lavrado no 32º Distrito Policial (DP).

“A Secretaria da Segurança Pública segue permanentemente com a Operação Corrida Segura em que há permanentes abordagens de grandes quantidades de veículos de aplicativos, buscando a segurança de todos. E tivemos, em razão dessa operação, uma série de prisões, mas também uma série de crimes evitados, que é o principal objetivo”, disse.
Caron aproveitou para ressaltar as rápidas respostas dadas pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) na solução de crimes, como homicídios e latrocínios. “Destaco também que a Polícia Civil, sempre que ocorrem fatos com gravidade, vem dando respostas rápidas, como uma operação ocorrida essa semana, além de várias investigações e serviços deflagrados nos últimos meses”.

Leia Também:  Sedet realiza Roadshow TIC Ceará nos dias 1 e 2 de dezembro

“Na reunião falamos o que a Secretaria da Segurança já está desenvolvendo e o que será desenvolvido futuramente. Tivemos um avanço muito grande com os recentes diálogos, com a realização de muitas abordagens aos motoristas de aplicativo, e isso é muito positivo. Agora, tratamos sobre um avanço tecnológico que teremos em breve e que aprimorará a segurança de todos os profissionais”, destacou o presidente da Associação de Motoristas Privados Individuais de Passageiros do Ceará, João Evangelista.

Fonte: Governo CE

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA