CEARÁ

Concluída a entrega do projeto de mecanização agrícola em Quixelô

Publicados

em


.

O Governo do Ceará, através da Secretaria do Desenvolvimento Agrário, concluiu a entrega de mais um projeto de mecanização agrícola na comunidade Sítio Angicos I, em Quixelô. Além do arado, entregue na tarde desta sexta-feira (31), os 85 moradores da localidade já receberam um trator da marca Massey Fergunsson, um caminhão reboque, um guincho, uma debulhadora de feijão e uma debulhadora de milho. A cerimônia de entrega foi acompanhada por videoconferência.

“Esse é mais um dos investimentos realizados pelo Governo do Ceará em Quixelô e o homem e a mulher do campo agradecem, e muito, ao governador Camilo Santana e ao secretário De Assis Diniz por toda atenção prestada às nossas comunidades rurais”, enalteceu Hélio Fernandes, secretário municipal de Agricultura. Além da mecanização agrícola, a comunidade de Sítio Angicos I já havia sido contemplada, em 2004, com a entrega de um abastecimento d´água pelo Projeto São José III.

O presidente Antônio Barbosa Lucena destaca que a associação dos moradores se organizando para construção de um abrigo para guardar o trator e os implementos agrícolas. “Acho que o governador está no caminho certo e utilizando o dinheiro público para o bem da sociedade e o Projeto São José está de parabéns. Espero que, quando for lançado o próximo São José, possamos enviar mais propostas para recebermos mais benefícios para as famílias da nossa comunidade”, assevera.

Leia Também:  Virmondes Cruvinel apresenta projeto para incentivar o desporto universitário

“A mecanização agrícola implementada pelo Projeto São José leva qualidade de vida ao trabalhador rural, o aumento da produção agrícola e da produtividade em cada uma das 180 comunidades rurais já atendidas pela Secretaria do Desenvolvimento Agrário”, frisa o secretário De Assis Diniz. Somente através da entrega dos 180 tratores e de 855 implementos agrícolas, o Governo do Ceará investiu R$ 21,7 milhões na modernização da atividade produtiva.

Fonte: Governo CE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CEARÁ

Centec doa equipamentos e profissionaliza produção de mel em Santa Quitéria

Publicados

em


.

O Centro Vocacional Tecnológico (CVT) do Instituto Centec, em Santa Quitéria, disponibilizou, por meio de uma parceria com a Secretaria Municipal de Agricultura, dois kits de extração de mel para a Associação Comunitária dos Apicultores do município, que possui 63 associados e produz, anualmente, cerca de 10 mil quilos de mel. Com o equipamento, há menor desperdício e maior qualidade da produção. Mesmo no período de isolamento social, produtores rurais continuam as atividades, seguindo o protocolo recomendado.

Três produtores da comunidade de Lagoa Grande, zona rural de Santa Quitéria, extraíram nos meses de maio e junho, 250 kg de mel. Segundo um dos apicultores, Aldair Martins, “antes tínhamos que cortar os favos de mel e espremê-los à mão. Hoje, a facilidade é grande. Temos centrífuga, mesa alperculadora, derretedor e laminador de cera, decantadores, cilindro alveolador de cera e, por isso, não temos nenhum contato direto com o mel, o que também otimizou o nosso tempo”, explica.

O coordenador do CVT, Lucileudo Gomes, ressalta a importância econômica e social da apicultura para a sobrevivência de quem depende da agricultura familiar, “principalmente em anos em que o ‘inverno’ não é bom. As nossas capacitações e os equipamentos doados fizeram com que os apicultores deixassem de beneficiar o mel de forma rústica para ter uma produção mais eficiente e proporcionando, consequentemente, uma melhor renda e melhor qualidade de vida para suas famílias”, destaca.

Leia Também:  Coronavírus em SC: Em cinco dias, Estado entrega 69 respiradores para novos leitos de UTI em oito municípios

Como funciona a parceria

A parceria do Centec com a Associação de Apicultores em Santa Quitéria e Secretaria de Agricultura existe desde 2019, por meio de uma articulação da Diretoria de Extensão Tecnológica e Inovação (DETI) e o apoio da Secretaria Estadual da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece). Foi nesta época, que o Centec cedeu dois kits de extração e beneficiamento do mel.

Já a Secretaria Municipal disponibiliza técnicos para o acompanhamento dos produtores, apoio técnico e logístico para a produção, extração e envasamento do mel, com o transporte dos equipamentos às unidades de produção, para que cada grupo de apicultor os utilize durante a colheita. Um técnico do CVT também acompanha as atividades.

“Todos os trabalhos são orientados para a melhoria da qualidade do mel produzido, visto os apicultores ainda não possuem uma unidade de beneficiamento e a forma de extração era rudimentar. Estamos honrados em poder apoiar estes pequenos produtores rurais na qualificação, melhoria da extração e da qualidade dos produtos, contribuindo para o incremento da produção agrícola, aumento do rendimento de produção e a geração de renda no campo”, explica Hermínio Lima, diretor da DETI.

Fonte: Governo CE

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

DISTRITO FEDERAL

GOIÁS

SEGURANÇA

BRASIL E MUNDO

MAIS LIDAS DA SEMANA