CARROS E MOTOS

Cotada para o Brasil, Chevrolet Silverado diesel chega na Argentina

Publicados

em


source
Chevrolet Silverado 1500
Divulgação

Chevrolet Silverado 1500: picape grande voltará ao Brasil, onde o mercado de utilitários passou a ser mais interessante para as fabricantes

Com lançamento confirmado para este ano no mercado argentino, a Chevrolet Silverado já está sendo mostrada para o público, onde é uma das atrações de um evento de verão organizado pela marca americana na localidade litorânea de Cariló.

O Chevrolet Silverado 1500 é o menor modelo da gama, que inclui ainda as variantes 2500 e 3500. Mas ainda assim chama a atenção com os seus 5,89 m de comprimento na versão cabine dupla. São 53 cm a mais do que a S10 na mesma configuração de carroceria. Mas com uma capacidade de carga de menos de uma tonelada, ainda se qualifica como um modelo médio e pode ser guiada com a CNH categoria “B”.

Leia Também:  Audi confirma que vai fabricar nova geração do SUV Q3 no Brasil

A picape exposta na Argentina está equipada com um motor 3.0 turbodiesel de 281 cv e 63,12 kgfm. Apesar de ser uma configuração compatível com a preferência do público comprador de picapes na região, a marca da gravata dourada destaca em um comunicado oficial que ainda está avaliado qual versão da picape full size irá oferecer por lá.

Atualmente, a Silverado com motor diesel é oferecida no Uruguai e Paraguai. Mas se a Chevrolet optar pela motorização a gasolina, uma opção seria comercializar a picape com o propulsor 5.3 V8 de 360 cv. Configuração que está disponível no mercado chileno.

Além da Argentina, a picape Chevrolet Silverado está cotada para vir também ao mercado brasileiro. Ajuda o fato de o modelo ser feito no México, permitindo a importação sem a necessidade de pagamento do imposto de importação. Iria disputar o mesmo público da recém-lançada RAM 1500 Rebel , que também vem do México e está disponível no mercado brasileiro com um motor 5.7 V8 a gasolina de 400 cv.

Fonte: IG CARROS
Leia Também:  Fomos conhecer a coleção de Mercedes da Hebe; assista ao vídeo

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

Gasolina sobe 17,6% em sete meses, diz levantamento

Publicados

em


source
Gasolina
Divulgação

Saiba quais estados se destacam pelos maiores e menores preços por região

Um levantamento feito pela empresa de gestão de frotas ValeCard aponta que a gasolina subiu 17,6% em sete meses nos postos brasileiros. O combustível fóssil teve aumento de 1,83% em dezembro, na comparação com o mês anterior, e está sendo negociado a R$ 4,71 por litro.

As maiores altas do combustível nos últimos sete meses aconteceram no Amazonas (4,61%) e em Pernambuco (3,65%). São Paulo (0,85%) e Goiás (0,92%) foram as regiões com menor avanço no preço da gasolina. Os dados foram coletados pela ValeCard com base nos cartões de abastecimento de cerca de 20 mil estabelecimentos credenciados por todo o País.

Valores por região

Na Região Sudeste do Brasil, o Rio de Janeiro registrou os preços mais altos para a gasolina em dezembro, na faixa de R$ 5,03 por litro. O Estado vizinho, São Paulo, teve os menores preços, na casa de R$ 4,36.

Leia Também:  Audi confirma que vai fabricar nova geração do SUV Q3 no Brasil

No Sul, Santa Catarina tem o menor preço para a gasolina, que pode ser encontrada a R$ 4,31 nas bombas. O Rio Grande do Sul tem os maiores preços, na média de R$ 4,65. Para a Região Centro-Oeste, a gasolina mais cara foi encontrada em Goiás, onde está sendo cobrada por R$ 4,78 o litro. O Distrito Federal tem a gasolina mais barata da região, por R$ 4,66.

No Nordeste, a gasolina mais barata foi encontrada na Paraíba, por R$ 4,61. Já a mais cara foi vendida em Alagoas, por R$ 4,96. Por fim, na Região Norte, os maiores preços para a gasolina foram registrados no Acre, onde é negociada por R$ 5,21. O Amapá tem as melhores condições da região, onde o litro é negociado por R$ 4,43.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA