BRASIL

Liberados recursos para projetos de educação ambiental

Publicados

em


O Ministério do Meio Ambiente liberou mais de R$ 1,7 milhão em recursos para projetos de educação ambiental no estado do Acre e no município de Santos, em São Paulo. O objetivo das ações é oferecer capacitação em legislação ambiental junto a produtores rurais, bem como informar à população sobre a destinação correta do lixo.

No Acre, técnicos e gestores municipais receberão treinamento para fortalecer o cumprimento das normas ambientais básicas e melhorar o atendimento e orientação aos produtores rurais. O projeto contribuirá para o desenvolvimento econômico das comunidades rurais do estado, que dependem de recursos e serviços florestais para gerar emprego e renda na região.

No município de Santos, o projeto contempla oficinas e material pedagógico com o objetivo de sensibilizar as comunidades locais para o reaproveitamento de resíduos recicláveis.

O descarte incorreto de resíduos e o desperdício de matéria-prima atingem diretamente a população, em especial comunidades de baixa renda. Em cidades costeiras, a destinação ambientalmente adequada do lixo merece cuidado especial, tendo em vista o problema do lixo no mar. O incentivo do ministério visa a minimizar os danos ao meio ambiente e melhorar a qualidade de vida das pessoas, gerando emprego e renda pelo reaproveitamento.

Leia Também:  Ações voltadas à infância fortalecem aprendizagem ao longo da educação básica

Em conjunto, as ações buscam proteger o meio ambiente e a saúde das pessoas, e ainda contribuir para gerar emprego e renda de maneira sustentável nas regiões. Somadas, as populações beneficiadas direta e indiretamente ultrapassam 1,2 milhão de brasileiros.

Combate ao Lixo no Mar

No caso de Santos, o projeto tem sinergia com o Plano Nacional de Combate ao Lixo no Mar, lançado pelo Ministério do Meio Ambiente em março de 2019. Entre os eixos de implementação do Plano, está o de educação ambiental, que busca gerar conhecimento e reflexão sobre as causas e soluções para o lixo que se acumula nos ambientes marinhos diariamente.

Saiba mais sobre o Combate ao Lixo no Mar

Com informações do Ministério do Meio Ambiente

Fonte: Brasil.gov

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

BRASIL

Duas milhões de doses da vacina Astrazeneca/Oxford chegam da Índia

Publicados

em


Desembarcaram no Brasil, no fim da tarde desta sexta-feira (22), duas milhões de doses da vacina Astrazeneca/Oxford, vindas da Índia em um voo comercial da companhia Emirates. A aeronave foi recebida, no aeroporto de Guarulhos (SP), pelos ministros da Saúde, Eduardo Pazuello, das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e das Comunicações, Fábio Faria, além do embaixador da Índia no Brasil, Suresh Reddy.

“Esses dois milhões de doses de vacinas provenientes da Índia reforçam nosso plano de vacinação e reforçam também a parceria Brasil-Índia que estamos construindo nos últimos dois anos e que agora vemos que traz resultados concretos”, ressaltou o ministro da Saúde.

“O investimento em vacinas começou em junho quando foi assinado o primeiro acordo entre o Governo Brasileiro e o britânico para a produção da AstraZeneca/Oxford. Então, o Governo está fazendo a sua parte. Nós queremos que seja uma só nação e que o Brasil seja logo imunizado para que nós possamos retomar a economia”, afirmou o ministro das Comunicações.

Distribuição

Depois de passar pelos procedimentos alfandegários, os imunizantes seguiram, em uma aeronave da companhia Azul, em direção ao Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), no Rio de Janeiro. Segundo o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, as doses serão transportadas até a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em caminhões containers.

Leia Também:  PF apura fraude em transferências suspeitas de domicílios eleitorais

“Ao chegar na Fiocruz, imediatamente, começa a fase de preparação dessa carga, dos lotes. Etiquetagem, verificação do recebimento, garantia de que são as doses corretas as que estamos recebendo e preparar os lotes para os 26 estados e Distrito Federal. Amanhã, no final do dia, devemos começar a distribuição para todo o país. Em 24 horas, a partir do início da distribuição, deve chegar a todos os estados”, explicou Pazuello.

Fonte: Brasil.gov

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA