BRASIL

Governo prorroga Gabinete de Intervenção Federal no RJ até 2021

Publicados

em


O presidente Jair Bolsonaro determinou a prorrogação, até dezembro de 2021, do Gabinete de Intervenção Federal no Rio de Janeiro. A previsão era de que a estrutura, que conta com militares e servidores comissionados, fosse encerrada em dezembro deste ano. Segundo a Secretaria Geral da Presidência da República, a pandemia de covid-19 atrasou os trabalhos de prestação de contas do gabinete, e a prorrogação das atividades não deve acarretar aumento de gastos públicos.  

“A proposta fundamenta-se na necessidade de realizar a correta prestação de contas e receber bens e serviços que sofreram atrasos inesperados, em decorrência da pandemia de covid-19. A medida não causará impacto econômico, em razão de os recursos estarem alocados em programação orçamentária já prevista”, informou a pasta, em nota. O decreto do presidente deve ser publicado na edição da próxima segunda-feira (23) do Diário Oficial da União (DOU). 

A intervenção federal na área de segurança pública no Rio de Janeiro foi decretada no dia 16 de janeiro de 2018, pelo então presidente Michel Temer, após o estado declarar estado de calamidade pública no setor em função de uma grave crise fiscal – que paralisou investimentos e até pagamentos de salários. Os trabalhos duraram até o dia 31 de dezembro do mesmo ano, mas a estrutura foi mantida para que o governo federal pudesse concluir a aquisição e repasse de equipamentos e veículos para o governo estadual, como armas e helicópteros. O interventor nomeado por Temer para comandar a área de segurança pública no estado do Rio de Janeiro foi o general de Exército Walter Braga Netto, atual ministro-chefe da Casa Civil.

Leia Também:  INSS prorroga atendimento remoto até 10 de julho

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

BRASIL

Seis vítimas do acidente entre ônibus e caminhão permanecem internadas

Publicados

em


Seis vítimas do acidente ocorrido nas proximidades de Taguaí, interior de São Paulo, nesta quarta-feira (25), permanecem internadas em unidades de saúde da região. De acordo com o governo estadual, uma delas recebe cuidados no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu, outra no Pronto Socorro de Avaré, duas encontram-se na Santa Casa de Avaré e duas na Santa Casa de Itaí.

Ao todo, 41 pessoas morreram na colisão e 15 sobreviveram ao acidente, sendo que cinco já tiveram alta hospitalar. Quatro vítimas foram socorridas, mas acabaram morrendo a caminho do hospital, devido à gravidade dos ferimentos.

O acidente, na Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho (SP-249), entre os municípios de Taguaí e Taquarituba, resultou de um choque entre um ônibus que transportava funcionários de uma empresa têxtil da região e um caminhão. De acordo com informações do governo estadual, a maioria das vítimas fatais era natural de Itaí.

Edição: Fernando Fraga

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Saneamento e urbanização de ruas do Jardim Glória são entregues pelo Governo do Ceará e Prefeitura de Fortaleza
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA