Bahia

Vendas do varejo baiano crescem 1,1% em novembro de 2020

Publicados

em


As vendas no comércio varejista baiano registraram crescimento de 1,1% em novembro de 2020, frente ao mês imediatamente anterior, na série livre de influências sazonais. As informações, divulgadas nesta sexta-feira (15), são da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – realizada em âmbito nacional – e analisados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria do Planejamento (Seplan).

“Este foi o sétimo resultado positivo consecutivo do comércio varejista baiano, inclusive com aumento de 3,2% em outubro de 2020, quando foi a mais alta taxa entre as unidades federativas. Enquanto na Bahia houve crescimento, no cenário nacional, em novembro, houve retração nos negócios de 0,1 %, na mesma base de comparação”, ressalta o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro.

Em relação a igual mês do ano anterior, as vendas no comércio varejista baiano registraram recuo de 0,7%, impactadas pelos efeitos da pandemia do coronavírus. No acumulado do ano, a taxa foi negativa em 4,0%, mas em ritmo reduzido quando observado a taxa no mês imediatamente anterior para igual comparação (-4,4%).

Leia Também:  Novembro Azul tem ação direcionada aos pescadores baianos

Por atividade, em novembro de 2020, os dados do comércio varejista do estado baiano, quando comparados aos de novembro de 2019, revelam que quatro dos oito segmentos que compõem o indicador do volume de vendas registraram comportamento positivo: Móveis e eletrodomésticos (16,8%), Outros artigos de uso pessoal e doméstico (15,6%), Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (9,4%), e Combustíveis e lubrificantes (3,0%).

Nos demais segmentos, as variações foram negativas: Tecidos, vestuário e calçados (-1,8%), Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-16,3%), Equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (-23,7%), e Livros, jornais, revistas e papelaria (-44,1%).

No que diz respeito aos subgrupos, verificam-se que registraram variações positivas as vendas de Móveis e Eletrodomésticos, com taxas de 21,2%, e 15,3%, respectivamente. Enquanto Hipermercados e supermercados registrou variação negativa de 14,2%.

O comércio varejista ampliado, que inclui o varejo e mais as atividades de Veículos, motos, partes e peças e de Material de construção, apresentou retração de 4,0% nas vendas, em relação à igual mês do ano anterior, impactado pela pandemia do coronavírus. No acumulado dos últimos 12 meses, a variação foi negativa em 6,7%.

Leia Também:  Inscrições para as eleições do Conselho Estadual de Assistência Social encerram dia 20 de novembro

O segmento Veículos, motos, partes e peças registrou queda de 13,7% nas vendas em novembro de 2020, em relação à igual mês do ano anterior. Em relação a Material de construção, as vendas no mês de novembro foram negativas em 4,8%, na comparação com o mesmo mês de 2019.

Fonte: Ascom/SEI

Fonte: Governo BA

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Bahia

Bahia contabiliza mais de 18 mil casos ativos de Covid-19

Publicados

em


Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 4.398 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,7%) e 3.659 recuperados (+0,6%). Dos 664.904 casos confirmados desde o início da pandemia, 635.265 já são considerados recuperados e 18.251 encontram-se ativos.

Pelo sexto dia consecutivo, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) registra o maior número de pacientes internados em UTIs Covid-19 desde o início da pandemia. São 930 pacientes adultos e pediátricos em estado grave ocupando leitos nas diversas regiões da Bahia. O boletim epidemiológico desta quarta-feira (24) também registra 68 mortes. Apesar de terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro das mortes foram realizadas nesta quarta (24).

Em virtude da elevação na taxa de ocupação de leitos de UTI em toda a Bahia, o governador Rui Costa determinou a ampliação do horário do toque de recolher. Até o domingo (28), a restrição será das 20h às 5h. A determinação visa provocar uma redução da taxa de crescimento da Covid-19 no estado.

As denúncias sobre aglomerações em espaços públicos ou privados serão fundamentais para facilitar o trabalho da polícia. Para isso, a população pode ligar para o 190 ou (71) 3235-0000, na capital, e pelo 181, no interior do estado. Lembrando que a denúncia é anônima e a viatura mais próxima é acionada para o local.

Boletim epidemiológico

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.025.368 casos descartados e 154.896 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quarta (24). Na Bahia, 42.224 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Leia Também:  Secretaria da Educação do Estado realiza visita técnica no Complexo Educacional Poliesportivo em Conceição do Coité

Nesta quarta-feira (24) foram registradas 68 mortes e o número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 11.388, representando uma letalidade de 1,71%. Dentre os óbitos, 56,66% ocorreram no sexo masculino e 43,34% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 55,21% corresponderam a parda, seguidos por branca com 20,38%, preta com 14,59%, amarela com 0,57%, indígena com 0,15% e não há informação em 9,11% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 70,53%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (74,48%).

A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

Vacinação

Nesta quarta (24), a Bahia recebeu mais remessas de vacinas contra o coronavírus. Serão, ao todo, 208.700 doses que chegarão ao aeroporto de Salvador em dois voos comerciais. O primeiro deles, com 129.500 vacinas produzidas pela AstraZeneca/Fiocruz, pousou no final da manhã. O outro, que trará 79.200 doses da Sinovac/Butantan, está programado para pousar às 21h20.

Leia Também:  Mais de 830 bolsas de sangue foram coletadas em 25 de novembro, Dia do Doador de Sangue

Com 420.792 vacinados contra o coronavírus (Covid-19), dos quais 82.042 receberam também a segunda dose, até as 15 horas desta terça, a Bahia é um dos estados do País com o maior número de imunizados. A Sesab realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas e disponibiliza as informações detalhadas no painel.

Tem se observado volume excedente de doses nos frascos das vacinas contra a Covid-19, o que possibilita a utilização de 11 e até 12 doses em apenas um frasco, assim como acontece com outras vacinas multidoses. O Ministério da Saúde emitiu uma nota que autoriza a utilização do volume excedente, desde que seja possível aspirar uma dose completa de 0,5ml de um único frasco-ampola. Desta forma, poderá ser observado que alguns municípios possuem taxa de vacinação superior a 100%.

Fonte: Ascom/Sesab

Fonte: Governo BA

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA