Bahia

Anúncio de investimento em comunidade quilombola de Cachoeira celebra mês da Consciência Negra

Publicados

em


Para celebrar o Dia da Consciência Negra, data que faz referência à morte do líder Zumbi dos Palmares, último líder do quilombo dos Palmares, o Governo do Estado, por meio do projeto Bahia Produtiva, assinou, no sábado (21), um convênio com a Associação Comunitária de Olaria, Pedra Branca e Adjacência, da comunidade quilombola Engenho Novo, do município de Cachoeira, Recôncavo Baiano.

Na localidade, serão destinados R$ 550,4 mil para a criação de galinhas caipiras, com a construção de abrigos e aquisição de equipamentos como chocadeiras, e outros insumos. Também serão implantados quintais agroflorestais, compostos por plantas alimentares, condimentares e medicinais, além de assistência técnica e extensão rural (Ater).

O projeto Bahia Produtiva é executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), com cofinanciamento do Banco Mundial.

Segundo o titular da SDR, Josias Gomes, os últimos governos foram fundamentais para que o segmento da população negra, quilombola e indígena tivesse vez e voz: “São segmentos sociais importantes, que formaram a economia, a cultura e história do nosso país. É preciso que as gerações futuras tenham clareza do que esse segmento significa para a gente. Neste sábado, mostramos mais uma ação do Bahia Produtiva, um projeto inovador e capaz de inserir no processo econômico do estado milhares de agricultores familiares. Esse investimento na comunidade quilombola de Cachoeira será de fundamental importância para o aumento da renda, mas também para a produção de alimentos na Bahia”.

Leia Também:  Estado e Grupo Herval firmam acordo para investimento de R$ 75 milhões em fábrica em Dois Irmãos

O presidente da CAR, Wilson Dias, destacou que o Estado avança no processo de inclusão produtiva de comunidades que têm maior nível de vulnerabilidade, onde as condições de produção estão mais restritas: “Estamos aportando recursos para prover a produção, melhorar a renda, a alimentação e a qualidade de vida das comunidades quilombolas de Engenho Novo e de toda a Bahia”.

Para o presidente da associação, Elenilton da Silva Farias, essa é a realização de um sonho para a comunidade: “É a realização de um povo que luta muito. E esse ato, nesse mês da Consciência Negra, vem como uma vitória para a nossa comunidade, pois vamos começar a andar com esse projeto. Ele representa muito. Vai ajudar a criar esses animais e preservar nossas nascentes e incentivar nossa agricultura, para a gente plantar e vender melhor. A gente tá vendo muito jovem sair da comunidade para trabalhar fora e, assim, a comunidade vai esvaziando. Chegou um incentivo para o nosso povo cuidar da nossa terra”.

A ação se soma aos 178 convênios do projeto Bahia Produtiva, firmados com comunidades quilombolas de 32 municípios, de todas as regiões da Bahia, totalizando um investimento de R$34 milhões. São ações que estão beneficiando 4.617 famílias de agricultores familiares quilombolas, com o desenvolvimento da Bovinocultura de Leite, Apicultura e Meliponicultura, Ovinocaprinocultura, Mandiocultura, Fruticultura, Oleaginosas e para a produção de alimentos.

Leia Também:  Todo dia é dia de Consciência Negra nas escolas públicas do DF

Os investimentos são voltados à implantação e gestão de ações de caráter socioprodutivo, com ênfase na sustentabilidade ambiental, segurança hídrica, alimentar e nutricional das famílias beneficiadas. O acompanhamento e desenvolvimento dos projetos apoiados, contam com a participação e colaboração da Secretaria Estadual de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), por meio da Coordenação de Políticas para Povos e Comunidades Tradicionais (CPCT).

Fonte: Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR)

Fonte: Governo BA

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Bahia

Secretaria da Educação do Estado realiza visita técnica em colégios militares de Salvador

Publicados

em


A Secretaria da Educação do Estado realizou, neste sábado (16), visita técnica aos Colégios Militares da Bahia (CPM) – Dendezeiros e Luiz Tarquínio, localizados em Salvador. Na oportunidade,  a equipe da Secretaria da Educação, acompanhada dos gestores escolares, percorreu também o Colégio Estadual Luiz Tarquínio que é localizado ao lado das duas unidades. O objetivo foi avaliar melhorias estruturais que fortaleçam o aprendizado dos estudantes.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, falou da iniciativa. “Queremos fortalecer ainda mais o aprendizado dos estudantes com uma estrutura de alto padrão. Sabemos que o ensino praticado no CPM atrai a comunidade e podemos promover melhorias que beneficiem, ainda mais, as pessoas da região”, disse.

Para o coronel Lázaro Raimundo, diretor de ensino e pesquisa da Polícia Militar, o objetivo é dar uma requalificação nas unidades escolares. “Para nós foi uma grande oportunidade percorrer todos os espaços dos colégios com a equipe da SEC, mostrando os pontos que podemos melhorar.  O caminho é esse, e acredito que em breve teremos boas notícias para a comunidade escolar”, destacou.

Leia Também:  Bahia planeja compra de ultrarrefrigeradores para receber vacinas da Covid-19

Segundo a diretora, Maria do Carmo Costa, do CPM Dendezeiros,  a visita “foi de extrema  importância para o fortalecimento da gestão da escola e as demais unidades contempladas nesse encontro. É uma ação que certamente promove uma educação de qualidade”.

Já a diretora Renata Brito, do Colégio Estadual Luiz Tarquínio, ressaltou o acolhimento da Secretaria da Educação do Estado com a visita à escola. “A equipe pode conhecer as nossas demandas diretamente mostrada pelo gestor. E a gente fica confiante nas melhorias que possam qualificar a escola”.    

Fonte: Ascom/ Secretaria da Educação do Estado

Fonte: Governo BA

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA