Amazonas

Suspeito de liderar quadrilha de ‘piratas’ em Coari é preso pela Base Arpão

Publicados

em


Resultado da operação deste sábado representa prejuízo de R$ 1,6 milhão ao crime organizado

Seis membros de uma quadrilha de “piratas do rio” foram presos, ao longo dos últimos 20 dias, durante operações desencadeadas pelas equipes da Base Fluvial Arpão e da Polícia Militar em Coari (a 363 quilômetros de Manaus). A última prisão ocorreu na tarde de sábado (13/02), quando o líder do bando criminoso foi localizado pela polícia com quase 140 quilos de drogas e quatro armas de fogo.

Além das equipes da Base Arpão, participaram da operação policiais da Companhia de Operações Especiais (COE), Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam), Batalhão Ambiental, Companhia Independente de Policiamento com Cães (CIP-Cães) e do 5° Batalhão de Polícia Militar de Coari.

Segundo as equipes policiais da Base Fluvial Arpão, Roney Queiroz de Jesus, o “Chupa”, de 37 anos, é suspeito de liderar a quadrilha que praticava roubo nos rios e tráfico de drogas. A quadrilha que ele faz parte atua de Coari até os municípios de Japurá e Jutaí, sendo responsável por tráfico de drogas e diversos outros crimes, ao longo dos rios desses três municípios.

Leia Também:  Polícia Civil prende quadrilha de roubo de caminões e liberta vítimas de cativeiro

A prisão de Roney ocorreu no bairro do Pera 3, em Coari, após denúncias recebidas pelos policiais de que o suspeito estava com uma grande quantidade de armas e drogas. Ele já tem outras passagens policiais pelo mesmo crime.

Ao ser localizado no endereço indicado pela denúncia, “Chupa” foi questionado pelos policiais sobre drogas e armas que estariam com ele. O suspeito disse que o material ilícito estava em um lago próximo de Coari.

“Localizamos a lancha e um saco com 30 tabletes no Paraná do Dururuá, lago do Cupim, onde o Roney Queiroz, o ‘Chupa’, havia comprado um lago no valor de R$ 20 mil”, disse o tenente-coronel Pedro Moreira, comandante do 5º BPM de Coari.

A lancha também era utilizada em roubos nos rios e no transporte de drogas. “Posteriormente, ele nos levou até próximo da comunidade do Igapó Grande, no Lago do Jussara, cerca de 1 hora de distância de Coari, onde foram encontrados mais sacos com drogas e armas”, afirmou o comandante da PM em Coari.

Leia Também:  Polícia Civil solicita ajuda da população para encontrar homem que desapareceu no bairro Nova Cidade

O resultado da operação deste sábado representa um prejuízo de R$ 1,6 milhão ao crime organizado. Foram apreendidos 138 quilos de maconha do tipo skunk. Os policiais também recolheram com o suspeito uma metralhadora M12 calibre 380, uma pistola Taurus calibre 380, e duas espingardas calibre 12. Equipamentos utilizados no deslocamento dos criminosos foram apreendidos, entre eles um telefone satelital, uma lancha de alumínio e dois motores Suzuki 300HP.

Roney foi levado à Delegacia de Polícia da Base Arpão, juntamente com todo o material apreendido.

Base Arpão – Criada pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), a Base Arpão atua de forma integrada com efetivos das Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Federal, Força Nacional, Secretaria de Operações Integradas (Seopi), do Ministério da Justiça e Segurança Pública e Ibama.

Fonte: Governo AM

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Amazonas

FVS informa a aplicação 278.345 doses de vacina contra Covid-19 até esta sexta-feira (26/02)

Publicados

em


A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) divulga o consolidado diário de vacinação contra Covid-19 no Amazonas. Dados parciais do Programa Nacional de Imunização, da FVS-AM (PNI/FVS-AM), apontam que 278.345 doses foram aplicadas em todo o estado até esta sexta-feira (26/02), sendo 236.502 de primeira dose e 41.843 de segunda dose. A informação está disponível no site da FVS-AM por meio do link  https://bit.ly/3aTsndS.

O Plano Operacional da Campanha de Vacinação contra Covid-19 no Amazonas, desenvolvido pela FVS-AM, com base nas orientações do Ministério da Saúde (MS), prevê que, até esta fase da vacinação, sejam contempladas pessoas que estejam nos seguintes grupos prioritários: povos indígenas vivendo em terras indígenas; trabalhadores de saúde; pessoas de 80 anos ou mais; pessoas de 75 a 79 anos; pessoas de 70 a 74 anos; pessoas com 65 a 69 anos; pessoas com 60 a 64 anos; pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas e pessoas com institucionalizadas com deficiência.

As informações consolidadas pela FVSAM são de responsabilidade das secretarias municipais de saúde, responsáveis pela operacionalização da imunização contra Covid-19 em suas cidades. Neste balanço, sete cidades não enviaram a informação, são elas: Beruri, Itamarati, Japurá, Juruá, Santo Antônio do Içá, Tabatinga e Tonantins.

Doses aplicadas por município – Conforme dados gerenciados pela FVS-AM, e informados pelas secretarias municipais de saúde de cada cidade do Amazonas, até esta sexta-feira (26/02), foram aplicadas as seguintes quantidade de doses considerando a 1ª e 2ª dose por município do estado: Manaus (128.000); Benjamin Constant (10.914); Tabatinga (10.519); São Gabriel da Cachoeira (9.768); São Paulo de Olivença (8.040); Autazes (7.819); Santo Antônio do Içá (6.161); Itacoatiara (5.836); Borba (5.369); Parintins (4.966); Tefé (4.245); Manacapuru (4.130); Lábrea (3.865); Barreirinha (3.716); Santa Isabel do Rio Negro (3.105); Manicoré (3.097); Maués (2.993); Coari (2.971); Humaitá (2.931); Atalaia do Norte (2.854); Amaturá (2.749); Jutaí (2.388); Eirunepé (2.034); Iranduba (1.824); Boca do Acre (1.814); Careiro (1.802); Envira (1.677); Nhamundá (1.675); Rio Preto da Eva (1.641); Careiro da Várzea (1.629); Alvarães (1.549); Barcelos (1.445); Nova Olinda do Norte (1.418); Tonantins (1.409); Presidente Figueiredo (1.361); Carauari (1.177); Tapauá (1.147); Fonte Boa (1.127); Urucará (1.109); Pauini (1.031); Maraã (991); Urucurituba (916); Novo Aripuanã (895); Anamã (770); São Sebastião do Uatumã (757); Itamarati (755); Beruri (755); Manaquiri (754); Boa Vista do Ramos (733); Uarini (727); Canutama (707); Silves (704); Ipixuna (657); Novo Airão (650); Japurá (614); Codajás (604); Anori (593); Guajará (563); Apuí (556); Caapiranga (498); Itapiranga (464) e Juruá (377).

Leia Também:  Rocam detém homem por porte ilegal de arma de fogo na zona Norte de Manaus

Doses aplicadas por grupo prioritário geral – Indígenas- 58.234 de 1ª dose e 20.136 de 2ª dose; trabalhadores da saúde – 80.313 de 1ª dose e 20.078 de 2ª dose; pessoas com mais de 80 anos – 30.751 de 1ª dose e 566 de 2ª dose; pessoas de 75 a 79 anos – 26.958 de 1ª dose e 412 de 2ª dose; pessoas de 70 a 74 anos – 38.443 de 1ª dose e 323 de 2ª dose; pessoas de 65 a 69 anos – 914 de 1ª dose e 84 de 2ª dose; pessoas de 60 a 64 anos – 658 de 1ª dose e 86 de 2ª dose; pessoas institucionalizadas com 60 anos ou mais – 189 de 1ª dose e 158 de 2ª dose e pessoas institucionalizadas com deficiência – 42 de 1ª dose.

Distribuição –Até o momento o Amazonas recebeu 675.620 doses de vacina contra a Covid-19. Destas, 639.620 doses entregues e 34.784 doses a serem entregues. Mais informações acesse https://bit.ly/3owHiPU.

Referência – A FVS-AM é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas, que inclui a prevenção a doenças por meio da imunização coordenada, no Amazonas, pelo Programa Nacional de Imunização (PNI/FVS-AM). A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, Manaus. Os números para contato são (92) 3182-8550 e 3182-8551. O contato telefônico do PNI/FVS-AM são 92-2129-2500 e 2129-2502.

Leia Também:  Técnico de enfermagem é preso suspeito de vender remédios 'tarja preta' a mulheres que dopavam idosos
Fonte: Governo AM

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA